Prejuízos de vender sem nota fiscal

PIS, CONFINS e ICMS. Quem nunca ouviu falar em algum desses impostos? Ou melhor, quem nunca ouviu falar na songeção desses impostos?

Sim, com certeza, a grande parte da população brasileira já ouviu falar em “caixa 2” e sabe que a prática é considerada crime em nosso país.

Nos últimos meses, temos nos confrontado com diversos absurdos na política e ramo empresarial brasileiro. Especialmente com relação aos processos de sonegação e omissão de recebimento de verba para campanhas.

Além disso, a  possibilidade levantada por diversos parlamentares brasileiros, ao se propor anistia ao caixa dois 2 realizado antes da aprovação do pacote anticorrupção proposto me Ministério Público federal, assustou o país.

• Mas o problema da sonegação se resume aos políticos e grandes empresários?

Certamente, não! A prática de desvio de dinheiro para não pagamento de impostos é realizada nas diversas camadas da população.
A falta de um bom planejamento tributário, acaba, muitas vezes, levando o empresário a descumprir a lei 8.137/90 que criminaliza a sonegação de imposto.
 

Qual a relação entre emissão de nota fiscal e sonegação de imposto?

Basicamente, o caminho para sonegar impostos é a não emissão de nota fiscal. Ou, emitir nota fiscal declaram-se apenas uma parte do valor do serviço.

 Por exemplo: uma empresa oferece um serviço de marketing. O cliente compra um pacote do serviço      pagando vender-sem-nota1000 reais, mas na nota fiscal só consta 80% desse valor.

  Ou seja, a empresa pagou apenas 80% do valor do imposto e sonegou os outros 20%.

  Esta prática é extremamente comum em várias camadas. Desde micro à grandes empresários.

E, se você é empresário e mantém esse tipo de atitude, saiba que pode estar prejudicando muito sua empresa!
 

Prejuízos de não se emitir nota fiscal:

O fato de ser uma prática comum, não transforma em uma prática que deva ser realizada.
Não emitir nota fiscal pode, e vai, muitas vezes levar sua empresa ao fracasso iminente.
Conheça os principais prejuízos que podem acarretar sua empresa com a não emissão de nota fiscal:

 

1° Traz uma falsa imagem do cenário financeiro da empresa:

Quando sua empresa tem um faturamento mensal de X e seu rendimento comprovado é menor que isso, todas as ações tomadas legalmente sobre sua empresa serão feitas em cima de falsos números.

Por exemplo: se houver a necessidade de financiamento via banco para investimento na empresa, a quantia disponibilizada será irreal dentro das necessidades da empresa.

Uma vez que sua garantia financeira declarada é muito abaixo da garantia e do poder de capital real da empresa.
Sem contar as análises contábeis e ações gerenciais, que serão feitas em cima de falsos números e, consequentemente, prejudicarão todo o planejamento e plano de ação da empresa.
 

2° Perda de vendas:

Com o desenvolvimento dos meios de divulgação, os consumidores estão mais bem informados.

Atualmente, é muito comum que o próprio cliente exija nota fiscal como garantia para futuras trocas e reclamações.

A nota fiscal é sinônimo de regularidade e honestidade, induzir o cliente a uma compra manipulada pode gerar muita desconfiança.

Não emitir nota fiscal, pode, muitas vezes, acarretar na perda da venda. Uma vez que sem garantia, muitos clientes optaram por comprar em outras lojas que oferecem maior segurança e credibilidade.
 

3° Fechamento da empresa e prisão dos donos:

Esse é o ponto mais relevante no processo de sonegação de impostos. O descumprimento da lei, está sempre relacionado à sanções legais.

Como dito acima, a não emissão de nota fiscal vai contra a lei 8.137/90, e descumprir esta lei pode levar sua empresa ao fechamento.

Além da prisão do responsável da empresa. Como temos visto frequentemente na famosa operação lava-jato.

Enganar o fisco, hoje, é uma tarefa muito complicada e indevida. Os mecanismos de captação de informações cruzadas são muito bem desenvolvidos.

Os meios de denúncia do consumidor estão sempre prontos para recebê-las e encaminhar as devidas ações.

Lembre-se, por mais que suas notas fiscais sejam emitidas, o valor irreal comparado à média do mercado, certamente levantará suspeita.

Perceba o tamanho do risco e principalmente o tamanho do prejuízo que sua empresa terá ao sonegar impostos!
 

Concluindo:

Burlar os meios legais por falta de planejamento tributário, pode ser um grande problema para sua empresa.

A sonegação de impostos é um desserviço social, e aplicar a prática no dia a dia da sua empresa pode, à luz do art. 1º da Lei nº 8.137/1990 levar a sua empresa ao pagamento de multas e ao empresário de dois a cinco anos de prisão.

Um bom empresário, certamente levará em conta os prejuízos que sua empresa pode ter ao não emitir nota fiscal.

Vale a pena correr o risco de perder vendas e fechar a empresa? Vale a pena correr o risco de ser preso?

Cuide da sua empresa e contribua para a sociedade. Faça um bom planejamento tributário e enfrente competitivamente o mercado!

Leia também: Qual emissor de nota fiscal de escolher e mantenha sua empresa na legalidade.

 

Deixe seu comentário
      Escreva seu comentário e clique em enviar

      Clientes satisfeitos

      GestãoClick
      Logo
      Teste grátis o melhor sistema de controle, organização e agilidade para a gestão do seu negócio!
      Cadastre-se para explorar todas as funções do sistema.

      Já tem uma conta? Acessar o sistema

      Homem_Cadastr-se 1 (3)