5 coisas que você precisa para começar um e-commerce


5 coisas que você precisa para começar um e-commerce
Se você está pensando em como montar um e-commerce partindo do zero, as notícias são boas! De acordo com um levantamento da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), a previsão de crescimento desse mercado é de 19% para 2019.

O momento para entrar no ramo das lojas online é muito bom. Se a estimativa se confirmar, o aumento será o maior desde 2015! Então, se você quer vender pela internet, fique ligado nas dicas para começar um e-commerce.

Apesar de montar uma loja online ser relativamente mais simples do que uma loja física, é necessário estar atento a alguns detalhes para que seu negócio possa prosperar. Planeje sua estratégia com antecedência para que você consiga se posicionar bem no mercado.

Para isso, você vai precisar:


1. Escolher que produtos vender


A primeira coisa que você precisa antes de criar uma loja virtual é definir que produtos você vai vender. Este é o primeiro passo para que você possa definir sua estratégia.

Dentre todas as possibilidades, procure comercializar produtos com os quais você se identifique. Além de ser muito mais legal trabalhar com algo de que gostamos, ter familiaridade com os artigos que você vai vender te ajuda tanto no trato com os fornecedores quanto na hora de escrever sobre os produtos no seu site e nas redes sociais!

Outro ponto importante que deve ser levado em conta na hora de definir o produto é o de escolher um mercado nichado. Isso significa que, se você escolher vender sapatos, terá uma enorme concorrência, inclusive de grandes varejistas.

Para evitar isso e conquistar sua clientela, você precisa se especializar. Por exemplo, ao invés de vender sapatos, sua marca pode comercializar tênis estampados com materiais veganos. Assim, você vai se tornar uma referência naquele mercado específico.


2. Analisar a concorrência


Apesar de se diferenciar ser uma boa estratégia para conquistar uma fatia do mercado, as chances de sua loja ser a única vendendo determinado produto são bem pequenas. Por isso, é importante conhecer quem são seus concorrentes.

Observe como as outras empresas estão posicionadas no mercado. Saber se os produtos delas são mais caros e de melhor qualidade ou se o diferencial é o preço vai te ajudar a descobrir o que pode ser mais vantajoso para o seu negócio. Assim, você tem uma base para saber como precificar suas mercadorias.

Além disso, observe as redes sociais e comentários no site dos seus competidores. Às vezes, você pode se deparar com alguma demanda não atendida daquele público e aproveitar para satisfazer essa necessidade!


3. Escolher os meios de envio


Um dos pontos sensíveis quando se está pensando em como montar um e-commerce partindo do zero é o de enviar as mercadorias para os clientes. Para muitos empreendedores, a única opção considerada é a dos Correios.

Claro que essa é uma das formas, mas não a única! Existem diversos meios de envio que você deve levar em conta, uma vez que os preços e prazos variam de acordo com o tamanho e o peso de cada mercadoria.

Por isso, você deve ter uma estratégia de frete bem definida. Existem empresas, como por exemplo a Melhor Envio, que apontam para o lojista quais as melhores opções de acordo com a venda feita, tanto em relação ao tempo de entrega quanto ao custo do serviço.


4 . Definir os meios de pagamento


Os meios de pagamento são parte importante do seu e-commerce. Afinal, é por aí que sua receita será gerada. Por isso, é preciso escolher com atenção que opções você vai dar ao cliente.

Para receber pagamentos por meio de cartões de crédito ou débito, além de boletos bancários, existem empresas facilitadoras, como o MercadoPago e a Wirecard, por exemplo. Elas garantem a conexão com as instituições bancárias e, em troca, cobram alguma taxa por isso.

Avalie as possibilidades e considere quais são as melhores condições oferecidas para o seu negócio. E, lembre-se, nem sempre a marca que todo mundo usa pode ser a mais adequada para você!

Outro ponto importante que deve ser levado em conta em relação aos meios de pagamento é que, às vezes, achamos que quanto mais opções, melhor. É claro que é importante que o consumidor tenha alternativas, mas disponibilizar possibilidades demais pode deixar seu cliente confuso!


5. Montar seu site


Agora que você já definiu a estratégia do seu negócio, hora de colocar a mão na massa e montar sua loja virtual! Na hora de criar seu site, você pode optar por uma plataforma de e-commerces ou criá-lo do zero, junto com um desenvolvedor.

Ao optar por uma plataforma para lojas online, você vai pagar uma mensalidade pelo serviço, mas já terá um site praticamente pronto. Você só vai precisar personalizá-lo, fazer as integrações que quiser com meios de envio e de pagamento, além de cadastrar seus produtos.

Se optar por criar um site do zero, você terá muito mais possibilidades de personalização, mas contratar um profissional para fazer isso deve sair bem mais caro do que a mensalidade da plataforma. Além disso, você vai precisar da ajuda do desenvolvedor toda vez que precisar fazer uma alteração.


Pronto para começar a vender?


Se você estava refletindo sobre como montar um e-commerce partindo do zero, esperamos que essas dicas te guiem nos seus primeiros passos. Ser um empreendedor é um desafio e criar sua loja online é apenas a primeira etapa. No entanto, se a estratégia for bem planejada, as chances de seu negócio prosperar são muito maiores.

Então, está pronto para começar a vender pela internet?

Autor Convidado

Victoria Salemi é a editora responsável pelas parcerias de conteúdo da Nuvemshop,
a maior plataforma de e-commerce da América Latina em lojas ativas.
Formada em Jornalismo, ama escrever e tornar assuntos complicados acessíveis a todos!


COMENTE

Deixe o seu comentário nos campos abaixo: