DRE: como fazer na gestão do seu negócio?


DRE
A sigla DRE equivale a Demonstração do Resultado do Exercício, sendo que esse documento (ou relatório) serve principalmente para apresentar de maneira resumida o resultado obtido em relação às operações de determinado período — geralmente, de doze meses, mas também pode ser elaborado mensalmente para fins administrativos.

Para isso, valores relacionados às receitas, às despesas, aos lucros, aos tributos e aos custos são apontados de maneira detalhada. Então, a partir desse relatório, pode-se definir se o resultado apurado foi de prejuízo ou de lucro.

Agora, vamos entender um pouco mais sobre a importância do DRE e conferir como fazê-lo?
 

Por que é preciso fazer o DRE?

 
O DRE serve como instrumento estratégico para o negócio, pois auxilia o gestor a entender o desempenho da empresa em determinado período.

Por se basear apenas em números concretos obtidos mês a mês, esse demonstrativo é muito importante para avaliar e definir a situação financeira da empresa, bem como ajudar o empresário a decidir o que deve ser mantido ou alterado na gestão para garantir um melhor desempenho nos meses seguintes.

Ao verificar a evolução de receitas e de despesas em determinado intervalo de tempo, as relacionando com as estratégias — de marketing, por exemplo — adotadas no mesmo período, é possível saber o que está dando certo e o que está dando errado.

Veja um exemplo de DRE:


dre
 

Há vantagens para empresa na elaboração deste relatório?

 
Sim, certamente há mais de uma vantagem para a empresa. Esse relatório é tão importante, aliás, que geralmente é utilizado para atrair novos investidores ou conseguir um financiamento bancário.

Então, vamos explorar outras vantagens:

- apresenta um panorama sobre a saúde financeira do negócio;
- permite que o gestor entenda o que causou lucros e prejuízos;
- auxilia na tomada de decisões a curto, médio ou longo prazo;
- ajuda a entender se há viabilidade para certos investimentos;
- oferece uma visão mais ampla sobre os valores relacionados aos tributos pagos em determinado período;
- permite entender a relação entre os produtos vendidos (ou serviços prestados) e os valores gastos e reavaliar os custos e as despesas do negócio. 
 

E então, como fazer o DRE?

 
Abaixo apresentamos uma sequência de tópicos explicando como fazer o DRE. Preste atenção em cada um e, caso necessário, pesquise sobre cada nomenclatura (Receita Bruta de Vendas, Receita Líquida, Resultado Bruto etc.) separadamente.
Vamos ao passo a passo?

1 - Aponte o faturamento da empresa no período determinado (Receita Bruta de Vendas);
2 - Aponte o valor dos tributos que incidiram sobre os produtos vendidos ou serviços prestados (Deduções das vendas);
3 - Agora, subtraia o valor do segundo tópico pelo valor do primeiro tópico (o resultado é a Receita Líquida de Vendas);
4 - Aponte o Custo do Produto Vendido ou o Custo do Serviço Prestado;
5 - Subtraia o valor do tópico acima da Receita Líquida de Vendas, encontrada no tópico 3 (agora você tem o Resultado Bruto);
6 - Aponte detalhadamente as despesas do negócio, como operacionais e administrativas;
7 - Aponte detalhadamente as outras receitas, como as em equivalência patrimonial;
8 - Agora, aponte detalhadamente as Despesas Financeiras, como gastos com IOF e juros, e as Receitas Financeiras, como ganhos com variações monetárias e juros recebidos;
9 - Do Resultado Bruto, encontrado no tópico 5, subtraia todas as despesas apontadas em tópicos acima e some todas as receitas também apontadas em tópicos acima (esse é o Resultado Antes do IR/CSLL);
10 - Anote o valor do Imposto de Renda e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido;
11 - Por fim, do Resultado Antes do IR/CSLL subtraia os tributos do tópico acima. Pronto, você chegou ao valor almejado, que é o Resultado Líquido do Exercício. Enfim, como você pôde perceber não há muitas dificuldades em elaborar o DRE, porém qualquer relatório contábil exige cautela em sua elaboração.

Por isso, com exceção dos Microempreendedores Individuais (MEIs), todas as empresas devem contratar um serviço de contabilidade justamente para tomar conta de demonstrativos e outros documentos importantes.

E para facilitar a vida de ambas as partes — empresas e contadores — o GestãoClick desenvolveu uma ferramenta de integração contábil que, ao otimizar a gestão de dados, facilita a elaboração de relatórios como o DRE. Tem interesse? Então veja as vantagens que essa ferramenta oferece!
 


COMENTE

Deixe o seu comentário nos campos abaixo: