5 erros comuns de gestão de estoque


erros-gestao-de-estoque
O estoque é um grande aliado da administração de empresas, independente do seu porte ou segmento de mercado. Ou seja, se o seu negócio conta com um estoque, por mais enxuto que ele seja, a questão é que merece atenção e alguns cuidados.

E para evitar que existam problemas na sua empresa devido ao descaso com esse setor, confira neste artigo os seguintes tópicos abordando o tema gestão de estoque: 5 erros comuns:
  • Não fazer o controle de estoque;
  • Acumular produtos que não são vendidos;
  • Comprar mais do que é preciso;
  • Deixar que os itens mais procurados fiquem em falta;
  • Não usar as ferramentas tecnologias.

1 - Não fazer o controle de estoque


Controle é palavra de ordem dentro do setor de estoque, sendo de extrema importância registrar todas as mercadorias que entram e que saem. Só dessa forma é possível entender a dinâmica do seu negócio, isto é, quais os produtos que os seus clientes mais gostam e preferem adquirir e mesmo identificar o que está só pegando pó na prateleira.

Se isso não for feito, é normal que a sua empresa tenha prejuízos, afinal, mercadoria parada significa dinheiro parado também. Por isso, é preciso que haja funcionários dedicados à tarefa de registrar as saídas e entradas no setor, realizando inventários periódicos e atualizando-os com frequência.

Dessa forma, o estoque se torna um grande aliado do setor de vendas, financeiro e o de compras, permitindo que todos os departamentos da sua empresa se comuniquem de maneira adequada. Essa, inclusive, é a fórmula certa para que o seu negócio aumente a conversão de vendas e expanda com muito sucesso.

                                      erros-comuns-de-gestao-estoque
 

2 - Acumular produtos que não são vendidos


Apenas com o controle de estoque, que permite inventários completos e sempre bem atualizados, é possível evitar mais um dos 5 erros comuns na gestão de estoque. Ou seja, acumular produtos que não são vendidos, pois, como já foi dito, isso significa dinheiro parado e até mesmo perdido, se esses itens não forem comercializados.

E apenas o controle de estoque, registrando as entradas e saídas do setor, ajuda a identificar quais são esses artigos. Se a sua empresa possui uma grande variedade de mercadorias que são vendidas pode não ser óbvio quais são esses produtos. Além disso, eles até podem ser vendidos, porém, muito menos do que os outros, não sendo vantajoso continuar oferecendo-os ao seu público alvo.

Dessa forma, é preciso saber qual o volume vendido todos os meses até dos artigos mais procurados. Esses números ajudam a ter uma média e, então, avaliar os menos procurados. E mais, já que o mercado é dinâmico, de tempos em tempos, o cenário pode mudar.

Isso quer dizer que não adianta fazer essa avaliação apenas uma vez e usar para sempre. Desse modo, torna-se essencial realizar avaliações periódicas.
 

3 - Comprar mais do que é preciso


Mesmo os produtos que têm uma saída constante devem ser adquiridos na medida certa para posterior venda. Se isso não for feito, você pode estar gastando por mês com a aquisição de produtos mais do que o adequado, desequilibrando as suas finanças. Para entender melhor como isso funciona é possível fazer uma comparação com as compras domésticas.

Você e sua família podem tomar café todos os dias e, assim, todos os meses usar várias embalagens de café. Mas não é por causa disso que você vai comprar 100 unidades de café de uma única vez, não é mesmo? Se isso for feito apenas com o café pode não interferir demais nas finanças da sua casa.

Porém, imagine que você vai fazer isso com todos os produtos, como arroz, feijão, açúcar, sal, macarrão, etc. Aí sim, as contas vão ficar desequilibradas, afinal, você vai comprar uma imensa quantidade de produto que vai usar só ao longo dos próximos meses ou anos.

Com o estoque é a mesma coisa. É preciso adquirir uma quantia de itens suficientes para um determinado período. Além disso, como já foi dito, o mercado é dinâmico e o que você mais vende, hoje, na sua empresa pode mudar nos próximos meses.
 

4 - Deixar que os itens mais procurados fiquem em falta


Por outro lado, você não pode deixar o estoque da sua empresa com uma quantidade mínima de artigos, inclusive, aqueles que, no momento, são os mais procurados pelos seus clientes. Esse é um erro que pode levar a muito prejuízo, com a perda de vendas e também com a perda de clientes.

Isso pode acontecer se o consumidor desistir de ser o seu cliente, já que o produto que deseja adquirir nunca está disponível. Então, como você pode ver, é preciso que exista um controle executado de forma completa e atualizada para que sejam feitos levantamentos de cada período a fim de identificar quando cada item não pode faltar, quantos deles devem ser adquiridos, etc.

Para as empresas que fabricam os produtos que vendem, a lógica é a mesma. Assim, ao invés de comprar mais ou menos produtos para revender é preciso avaliar o número de itens que devem ser produzidos para posterior comercialização.
 

5 - Não usar as ferramentas tecnologias


Outro dos 5 erros comuns na gestão de estoque que não pode fazer parte da administração da sua empresa está na ausência de ferramentas tecnológicas, que ajudam a tornar o gerenciamento de estoque mais eficiente. Mais de uma vez, falou-se da importância de ter inventários atualizados, porém, isso nem sempre é possível de fazer apenas contando com os métodos manuais.

Em empresas com grande estoque, pode-se dizer que essa tarefa é impossível, mesmo a profissionais competentes. E mesmo quando é viável, trata-se de perda de tempo. Afinal, porque não contar com recursos que tornem o trabalho mais rápido e de qualidade? E o software ERP é um grande aliado nessa hora.

Trata-se de um programa com diversas funções, inclusive, de controle de estoque. O GestãoClick é um sistema de gerenciamento empresarial que oferece essa funcionalidade e muitas outras, como controle financeiro e vendas. Assim, todos os setores podem se comunicar de forma adequada.




Gostou do conteúdo? Leia também: Como fazer controle de estoque



COMENTE

Deixe o seu comentário nos campos abaixo: