5 dicas para gestão de e-commerce


Gestão de e-commerce

O e-commerce é cada vez mais comum e mais procurado pelos consumidores, principalmente, por conta das facilidades oferecidas.
 

Hoje em dia, as pessoas estão mais conectadas e preferem realizar tudo pela internet, desde fazer compras até pagar contas.
 

Ter um modelo de negócio e-commerce é uma oportunidade para as marcas e para quem quer empreender. 
 

Neste artigo, vamos falar sobre o que é e-commerce e dar 5 dicas de estratégia para gerir esse modelo de negócio de maneira bem-sucedida. Acompanhe.

O que é e-commerce?

E-commerce é um modelo de negócio de compra e venda totalmente estruturado na internet. Todas as transações são realizadas on-line, por meio de ferramentas específicas.
 

No entanto, esse tipo de negócio envolve muito mais do que a criação de um site. Esse empreendimento se diferencia dos demais porque sua estrutura de funcionamento é totalmente digital.
 

Além disso, um negócio e-commerce trabalha vendas e atendimento ao cliente de maneira online.
 

Por conta disso, outras automações são realizadas, como o marketing, estoque e controle de finanças.
 

Para elucidar ainda mais o que é e-commerce, podemos fazer uma comparação entre ele e uma loja virtual.
 

A loja virtual é uma pequena fatia do e-commerce, na verdade, ela funciona como uma alternativa à loja física, já que muitas pessoas têm preferido comprar pela internet.
 

Já o e-commerce tem duas opções, manter seu negócio apenas de forma online ou migrar também para a loja física. 
 

Com relação às vantagens, esse modelo de compra e venda traz muitas vantagens aos consumidores, o que tem feito com que cresça continuamente.
 

Comprar por meio de uma plataforma e-commerce traz vantagens como:

  • Preços mais baratos;

  • Compra a qualquer hora;

  • Mais comparações de preço;

  • Mais opções.

Esse modelo de negócio também é muito versátil, podendo ser empregado para venda de todo tipo de produto.
 

Por exemplo, se você pesquisar na internet por caixa de isopor pequena preço, com certeza encontrará uma plataforma e-commerce para a venda desse produto.
 

Isso é muito vantajoso para o consumidor, que além de encontrar qualquer tipo de produto ou serviço que precisa, encontra também os benefícios já citados.
 

Por trazer tantas vantagens e opções, inclusive para quem vende, o e-commerce é um modelo de negócio que realmente vale a pena investir. Mas como gerenciá-lo?

5 estratégias de gestão de e-commerce

Quem está pensando em investir nesse modelo de negócio precisa estar atento a algumas estratégias de gestão, para que o negócio dê certo e sobreviva.
 

Se você deseja investir em um modelo de negócio e-commerce, seja para vender bobina stretch ou qualquer outro tipo de produto, as principais dicas são:

1-    Investimento em UI/UX

O UX (User Experience), ou em português ‘Experiência do Usuário’, tem como objetivo criar uma boa sensação para o consumidor, auxiliando-o em todo o processo dentro da página. 
 

Além disso, é importante que o UX seja claro, para que não surjam dúvidas ou questionamentos nos usuários.
 

Quanto ao UI (User Interface), ou em português ‘Interface do Usuário’, ele é responsável por guiar o usuário dentro do site, sempre de forma delicada, para que as ações sejam feitas naturalmente. 
 

Ou seja, o investimento nas ferramentas acaba sendo complementar, pois o sucesso do e-commerce está fortemente ligado aos dois pontos citados, que trabalham exclusivamente o usuário.
 

2-    Conheça seu público

Para quem você está vendendo? Quem são as pessoas que compram ou comprariam de você? 
 

Conhecer seu público-alvo é fundamental para oferecer tudo o que ele precisa, sempre de maneira personalizada.
 

3-    Cumpra os prazos de entrega

Se no seu site a promessa de entrega é de 5 dias úteis, é muito importante que você cumpra com isso. 
 

Se possível, principalmente quando se trata da primeira compra de um cliente, entregue antes do combinado.
 

Isso irá encantá-lo e fará com que retorne a sua plataforma para comprar outras vezes.
 

4-    Tenha controle financeiro

Não adianta nada estruturar bem a sua plataforma e-commerce se não cuidar das finanças dela. 
 

Usar a tecnologia para esse controle é a melhor maneira de fazer isso. Importante lembrar que existem planos que são gratuitos.
 

5-    Invista em marketing de conteúdo e SEO

A última dica é valiosa, porque é por meio dessas duas estratégias em marketing digital que seu e-commerce será encontrado. 
 

Se não houver uma divulgação, fica difícil chamar a atenção dos consumidores, e fica mais díficil ainda crescer no mercado online.
 

O e-commerce é uma excelente modalidade para vender todo tipo de produto, desde válvula guilhotina até bolsas importadas. 
 

Sabendo administrá-lo bem, fica mais fácil manter o negócio ativo.
 

Além de ser muito lucrativo, um negócio e-commerce pode ser acessado de qualquer lugar do mundo, o que colabora para o crescimento de uma marca.
 

Ganhando cada vez mais espaço nos meios de compra dos consumidores modernos, as plataformas e-commerce vieram para atender às necessidades dos consumidores, além de possibilitar um modelo de negócio para todos.
 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.