[Novidade]: GestãoClick homologado com 10 bancos para boleto com registro


[Novidade]: GestãoClick homologado com 10 bancos para boleto com registro
Já faz alguns anos que está prevista a proibição de emitir boletos bancários sem registros, no entanto, essa medida é implantada aos poucos pelo governo. Agora, está chegando mais perto o momento que boletos de todos os valores terão que ser registrados. O GestãoClick acompanha as necessidades do mercado e já oferece essa vantagem aos seus clientes.

Para saber mais sobre o assunto, você vai conferir neste artigo os tópicos a seguir:
 
  • Bancos homologados para boleto com registro;
  • Como é implantado o novo sistema;
  • Como funciona o boleto registrado;
  • Como funciona o boleto simples;
  • Vantagens do boleto com registro;
  • Como implantar o boleto com registro na sua empresa.

Bancos homologados para boleto com registro


Desde quando o novo sistema de boletos bancários começou a ser implantado pela FEBRABAN - Federação Brasileira de Bancos, o GestãoClick iniciou as atualizações necessárias para atender da melhor forma possível os seus clientes. Atualmente, já são 10 o número de bancos homologados para boleto com registro. São eles os seguintes:
Isso significa que os clientes do sistema de gestão empresarial do GestãoClick podem emitir boletos bancários com registro, totalmente em conformidade com a lei, por meio dessas instituições bancárias.


Como é implantado o novo sistema?


Desde o dia 10 de julho de 2017 o novo sistema, que exige a emissão de boletos com registro, está sendo implantado. A partir dessa primeira data, apenas os boletos com valor igual ou acima de R$ 50.000,00 deveriam ser registrados. A partir de 11 de setembro, a medida englobou os boletos com valor igual ou superior a R$ 2.000,00.

Em 9 de outubro, estava prevista que a obrigatoriedade dos boletos com registro se estendesse aos com valor igual ou acima de R$ 500,00. No dia 13 de novembro, os boletos com valor igual ou acima de R$ 200,00 também deveriam seguir a mesma regra. E no dia 11 de dezembro, a medida seria implantada completamente, englobando boletos de todos os valores.

Essa era a previsão inicial, no entanto, o novo sistema está com dificuldade de processar o montante de boletos que circulam, o que soma mais de 4 bilhões de emissões por ano. Por isso, a FEBRABAN está adiando o processo, o que fez com que o cronograma a partir de 9 de outubro não fosse mais seguido. As novas datas ainda não foram divulgadas.

Isso significa que, provavelmente, as mudanças serão concluídas apenas em 2018. Dessa maneira, boletos com valor inferior a R$ 2 mil podem ser gerados sem registro, por enquanto.
 

Como funciona o boleto registrado?


O boleto com registro difere do boleto sem registro, também chamado de simples, porque ele deve obrigatoriamente contar com a identificação do sacado, por meio do seu CPF ou CNPJ, ou seja, do cliente que vai efetuar o pagamento. Essas informações devem ser passadas ao banco, o que antes não era obrigatório.                                       boleto com registro

Além disso, o boleto deve contar com o valor e o prazo limite para ser pago. Essas mudanças são positivas porque permitem um controle maior sobre as faturas emitidas, inclusive, em detectar se o cliente pagou e quando. Com o boleto sem registro essa informação não é tão simples de obter, podendo causar prejuízos a quem vende.  (Você pode aprender um pouco mais sobre a diferença entre boletos com registro para o sem registro no nosso blog).                                                   

Outra mudança é que com o boleto com registro a empresa pode protestar o título não pago em cartório se o cliente não quitar o seu valor mesmo tendo recebido o produto ou o serviço contratado. Para tanto, o boleto com registro também exige mais taxas, levando a um custo maior para a empresa, que podem transferir o custo para o consumidor final.

As tarifas são referentes ao registro do boleto, bem com a sua liquidação, permanência, protesto, alteração e cancelamento. A nova plataforma de cobrança, desenvolvida pela Febraban com os bancos, possibilita também que as informações entre eles sejam cruzadas. Assim, mesmo depois de vencidos os boletos podem ser pagos em qualquer banco.
 

Como funciona o boleto simples?


Com o boleto simples ou sem registro a empresa não precisa informar ao banco os dados de quem vai realizar o pagamento, como acontece com o boleto registrado. Além disso, não precisa constar o valor a ser pago e nem a data de vencimento, sendo que esses dados podem ser preenchidos no momento que a fatura é quitada.

Devido à carência de informações, a cobrança de taxas pelos bancos é menor, que se resume a um valor referente ao pagamento em si do boleto. Essa flexibilidade, por outro lado, abre uma brecha para a realização de fraudes, podendo assim o cliente não pagar o valor necessário mesmo que receba o serviço ou produto. Para prevenir-se, o empresário deve ter um rígido controle dos boletos pagos.
 

Vantagens do boleto com registro


Oferecer o boleto como forma de pagamento por si só já é uma vantagem a empresas de diversos segmentos de mercado, uma vez que para o consumidor é uma das maneiras mais seguras de adquirir mercadorias e serviços. Assim o boleto com registro é ainda mais benéfico porque evita que a sua empresa seja vítima de fraudes.

Isso está garantido pela Febraban com  o novo sistema porque, além de exigir o registro de todos os boletos, as informações dos mesmos são compartilhadas entre os bancos, eliminando o risco ainda de pagamento em duplicidade. Isto é, quando um boleto é pago é verificado se ele já não foi quitado antes.
O sistema possibilita ainda o rastreamento de pagamentos, reduzindo os casos de fraudes. Outra vantagem é que por conta do compartilhamento de informações mesmo depois de vencido o boleto pode ser pago em qualquer banco. Assim, ganha o consumidor que não precisa gerar um novo boleto e tem mais facilidade para pagá-lo e o empresário que garante a sua venda.
 

Como implantar o boleto com registro na sua empresa


O GestãoClick disponibiliza a emissão de boletos com registro em 10 bancos, para conferir maior eficiência a sua empresa que já pode se adequar ao novo sistema. Além disso, esse software ERP é muito eficiente, pois os boletos são emitidos automaticamente após a venda sem que haja a necessidade de digitar todos os dados do cliente de novo.

O sistema de gestão empresarial permite ainda o controle de todos os boletos emitidos, sendo que você é informado quando os mesmos são pagos, sem acarretar prejuízos à empresa.

Veja como é simples emitir boletos pelo gestãoClick:

Gostou do conteúdo? Aproveite para compartilhar nas redes sociais e assinar a nossa newsletter.


COMENTE

Deixe o seu comentário nos campos abaixo: