O que é e como funciona o fisco


O que é e como funciona o fisco
Quando se fala em fisco, imagina-se, em geral, que esse termo está relacionado com o pagamento de impostos, não é mesmo? No entanto, você realmente sabe o que é e como funciona o fisco?

Compreender essa expressão ajuda a saber exatamente para onde está indo o dinheiro do pagamento dos tributos do seu negócio. Além disso, você não corre o risco de pagar os impostos de forma errada ou até mesmo em duplicidade.


E para entender melhor esse assunto continue lendo este artigo com os seguintes tópicos:
  • O que é o fisco
  • Fisco federal e tributos federais
  • Fisco estadual e tributos estaduais
  • Fisco municipal e tributos municipais
  • Como gerenciar o pagamento dos impostos
  • Dicas para gerir o pagamento dos impostos
  • Software ERP para pagamento de tributos
 

O que é o fisco

A palavra fisco faz referência à autoridade fazendária do país, a qual é a responsável por controlar e fiscalizar se as empresas estão cumprindo as exigências da lei tributária. Além disso, quando se fala em fisco, não se está mencionando apenas o governo federal.

O fisco engloba ainda as esferas estadual e municipal, que também recolhem impostos. Desse modo, é possível dizer que o fisco federal é a autoridade de tributação máxima no país, assim, cobra e fiscaliza os tributos federais, bem como tem a função de determinar as suas alíquotas.
 

Fisco federal e tributos federais

Entre os impostos federais, é possível listar os seguintes:
  • II – Imposto de Importação;
  • IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados;
  • IOF – Imposto sobre Operações Financeiras;
  • IRPJ – Imposto de Renda Pessoa Jurídica;
  • IRPF – Imposto de Renda Pessoa Física;
  • ITR – Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural;
  • COFINS – Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social;
  • CIDE – Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico;
  • CSLL – Contribuição Social sobre o Lucro Líquido;
  • INSS – Instituto Nacional do Seguro Social;
  • FGTS – Fundo de Garantia do Tempo de Serviço;
  • PIS/PASEP – Programa de Integração Social e Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público. 


Fisco estadual e tributos estaduais 

Já o fisco estadual está atrelado ao governo do estado onde a empresa tem registro, sendo que ele, por sua vez, tem a função de cobrar e fiscalizar os tributos estaduais.

Veja quais são os exemplos de impostos federais:
  • ICMS - Imposto Sobre Circulação de Mercadorias;
  • IPVA – Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores;
  • ITCMD – Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação.
 

Fisco municipal e tributos municipais

Enquanto isso, o fisco municipal atua sobre as empresas registradas no município. Confira a seguir quais são esses tributos:
  • ISS – Imposto Sobre Serviços;
  • IPTU – Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana;
  • ITBI – Imposto sobre Transmissão de Bens Inter Vivos.

Confira nosso  guia completo de impostos e tributações!
 

Como gerenciar o pagamento dos impostos

Já que não só a carga tributária no país é alta, como também bastante burocrática, é importante que a sua empresa conte com o trabalho qualificado de profissionais. Eles devem ser experientes e habilitados a gerenciar as suas finanças e pagar os impostos da sua empresa.

Afinal, se não forem pagos de forma adequada, é preciso arcar com as multas e juros que incidem sobre os tributos e que apenas fazem os seus valores se tornarem ainda mais altos. Além disso, profissionais capacitados sabem aproveitar os benefícios fiscais.

Eles são concedidos pelo governo aos empreendimentos em diferentes ocasiões. Com isso, é possível gastar menos pagando todos os impostos, sem deixar nenhum de lado, o que pode configurar como sonegação fiscal, um crime que leva à prisão de dois a cinco anos, além de altas multas.

Por outro lado, quem faz os controles tributários por conta, sem os profissionais capacitados ou a consultoria apropriada, pode até mesmo pagar mais impostos do que deveria ou até valores a mais do que o necessário.

Isso pode acontecer devido a confusões, que são normais de ocorrer quando se é leigo no assunto e se quer interpretar as regras e as leis associadas ao fisco.

Separamos um artigo sobre tributos que toda empresa deve ficar de olho ! 
 

Dicas para gerir o pagamento dos impostos

A partir do que foi dito até agora, é preciso ter um planejamento tributário eficiente. Afinal, são vários tributos, com datas de pagamento e valores diferentes. E um software de gestão, como o ERP, é mais uma forma de qualificar a gestão de impostos.

Além disso, com essa ferramenta é possível planejar as finanças da sua empresa e ter dinheiro disponível para quitar em dia todos os tributos do seu negócio. Vale lembrar que alguns deles são pagos em apenas um mês do ano, mais um cuidado que você deve ter para não os esquecer.

E o software ERP pode ajudar nessa tarefa, mesmo com profissionais qualificados. Isso porque são diversos impostos e realizar os cálculos de forma manual dá margem para possíveis erros.

Por isso, um programa que ajude a gerenciar o pagamento de tributos do seu negócio é também um grande aliado da sua equipe.
 

Software ERP para pagamento de tributos

Um software ERP oferece diferentes funcionalidades, que servem para ajudar no gerenciamento de outros setores do seu negócio também. Entre eles, o de vendas, comercial, estoque, financeiro e outros.

Assim como esse sistema de gestão empresarial informatiza os dados, ele também conecta os setores e automatiza os procedimentos. Com isso, é possível evitar o retrabalho e a digitação de informações que já estão salvas no sistema, tornando o dia a dia mais dinâmico.

E mais, com um setor tributário bem organizado no seu negócio com a ajuda de um software ERP não se corre o risco de fazer feio em caso de haver uma visita do fiscal tributário. Afinal, se tudo não estiver bem claro e transparente o seu negócio pode se dar mal.

Lembre-se que ao não pagar os impostos necessários e alegar que não sabia da sua existência, não existe amenização. Isso porque não conhecer a lei não é uma justificativa cabível para se livrar das consequências.

De qualquer forma, é preciso mais cedo ou mais tarde organizar a casa. O GestãoClick é um software ERP que não só contribui para o gerenciamento dos impostos a pagar, como para a gestão das demais contas, bem como das contas a receber e muito mais.

 
Organize seu negócio hoje mesmo e foque no que realmente importa!
 

 



COMENTE

Deixe o seu comentário nos campos abaixo: