O que é fluxo de caixa e o que ele pode fazer pela sua empresa


fluxo de caixa
Você tem uma empresa? Já se encontrou em uma situação financeira difícil e não soube, exatamente, o porquê? Constantemente se pergunta onde está o dinheiro? É, você definitivamente precisa saber o que é fluxo de caixa.

Por diferentes razões, muitos gestores negligenciam a parte teórica do negócio, como entender termos técnicos das áreas financeira, contábil, de marketing, entre outras. A realidade, no entanto, é que conhecer tais palavras específicas — como fluxo de caixa ou capital de giro — torna tudo muito mais fácil.
Além do mais, isso faz com que você, gestor, compreenda questões cruciais para o sucesso empresarial, como aquelas relacionadas à gestão financeira: saber quanto dinheiro entrou (e o porquê) e quanto dinheiro saiu (e o porquê), por exemplo.

Quer saber o que é fluxo de caixa para manter o controle e a organização das finanças? Então continue acompanhando!
 

Saiba o que é fluxo de caixa

 
Podemos definir o fluxo de caixa, de maneira precisa, desta forma: é a documentação de todas as movimentações financeiras do seu negócio, com registros tanto da entrada como da saída de dinheiro.

Ou seja, todas as receitas advindas da venda de produtos ou serviços e todas as despesas e custos advindos de pagamentos de fornecedores, compra de mercadorias, aluguel, entre outros, são registrados para a futura análise e planejamento inteligente.


Entenda as vantagens de manter em dia o controle do fluxo de caixa

 
Entenda algumas vantagens de manter o controle do fluxo de caixa em dia:
  • saber o quanto foi gasto para abastecer o estoque, divulgar o negócio por meio do marketing, pagar os colaboradores etc.;
  • compreender que um aumento nas vendas implica um aumento nos custos e deixar de se confundir pelos picos de vendas;
  • entender como se planejar antecipadamente e de maneira adequada, evitando assim gastos adicionais que podem ser prejudiciais;
  • ter um auxílio na tomada de decisões assertivas e na economia de recursos;
  • evitar empréstimos bancários;
  • descobrir o custo fixo mensal da sua empresa — ou seja, o capital de giro necessário para manter o negócio funcionando;
  • compreender a importância de separar a conta pessoal da conta empresarial e definir seu pró-labore de acordo com a real situação financeira do negócio.


Aprenda como fazer

 
Muitos empresários ainda utilizam planilhas para fazer esse controle, mas saiba que há sistemas automatizados desenvolvidos justamente para facilitar ainda mais a vida do empreendedor e da equipe.

Para nenhuma movimentação passar despercebida, é necessário contar com um software que registra precisamente todos os dados inseridos no sistema e que seja compatível com o volume de transações de sua empresa.

Independentemente do método utilizado para acompanhar o fluxo de caixa, é necessário:
  • fazer um plano de contas (discriminando receitas e despesas);
  • registrar diariamente todos os lançamentos, assim como todas as contas a pagar e as contas a receber;
  • fazer um resumo dos resultados mensais;
  • imprimir relatórios para a fácil visualização e análise dos dados.

 

Dê atenção à atualização e ao rigor no controle do fluxo de caixa


Como já mencionado em um tópico anterior, há inúmeras vantagens de manter em dia o controle do fluxo de caixa.

É imprescindível acompanhá-lo diariamente, pois somente dessa forma o gestor terá uma base do que acontece no dia a dia da empresa — é fundamental entender, por exemplo, o motivo de ser comum ter um ótimo saldo financeiro em um dia e se encontrar em uma situação difícil no outro.

Acompanhar o fluxo de caixa todos os dias dá ao gestor uma visão panorâmica da situação financeira da companhia e um entendimento para fazer projeções com precisão.

Os dados concretos de diferentes setores, visualizados por meio de relatórios, também auxiliam nessa questão, daí a importância de contar com um sistema que possui uma funcionalidade específica para a emissão desses documentos. Além disso, o rigor no controle evita erros provenientes de dados desatualizados.
Como pôde ser visto neste artigo, não saber aonde foi parar o dinheiro que entrou é um problema sério de gestão, o qual, ao longo dos anos, pode levar a empresa à falência. Por isso, controlar o fluxo de caixa é necessário para manter a saúde financeira do negócio estável.

Reconheceu a importância de monitorar todas as movimentações financeiras? Ótimo! Agora, veja o programa completo de fluxo de caixa que um sistema ERP online oferece para auxiliar o controle das finanças empresariais!
 


COMENTE

Deixe o seu comentário nos campos abaixo: