Materiais gratuitos
Início » Blog » Controle de Estoque » Tudo o que você precisa saber sobre Giro de Estoque

Tudo o que você precisa saber sobre Giro de Estoque

O giro de estoque é um termo muito utilizado no universo empresarial, mas muitas vezes não é compreendido em sua totalidade. Ele representa a eficiência de uma empresa em gerir seu estoque e mantê-lo atualizado de acordo com a demanda de seus clientes. Com isso, é possível avaliar os investimentos com produtos, armazenamento, logística e […]

Por GestãoClick
Atualizado em
Tudo o que você precisa saber sobre Giro de Estoque

O giro de estoque é um termo muito utilizado no universo empresarial, mas muitas vezes não é compreendido em sua totalidade. Ele representa a eficiência de uma empresa em gerir seu estoque e mantê-lo atualizado de acordo com a demanda de seus clientes.

Com isso, é possível avaliar os investimentos com produtos, armazenamento, logística e até as vendas, garantindo um fluxo com menor custo e maior lucro. Assim, o indicador de giro de estoque é importante para avaliar a eficiência do controle de estoque e tomar decisões estratégicas para melhorar sua lucratividade.

Continue a leitura que iremos explicar tudo o que você precisa saber sobre giro de estoque, desde o conceito até como colocá-lo em prática.

O que é giro de estoque?

O giro de estoque é uma métrica utilizada para avaliar a eficiência da gestão de estoque de uma empresa. Ele representa a frequência com que o estoque é vendido e reposto em um determinado período de tempo, indicando se a empresa está mantendo um equilíbrio adequado entre a oferta e a demanda de seus produtos.

Um alto giro de estoque é positivo, pois significa que a empresa está vendendo seus produtos com rapidez e evitando que eles fiquem parados no estoque, o que pode gerar custos adicionais.

Por outro lado, um baixo giro de estoque indica que a empresa está tendo dificuldades em vender seus produtos e pode estar acumulando estoque em excesso, o que pode afetar negativamente a lucratividade.

Por exemplo, imagine uma loja de roupas que compra um estoque de 500 peças para vender durante um determinado período de tempo. Se essa loja vender todas as 500 peças em um mês, ela terá um alto giro de estoque, o que é positivo.

No entanto, se ela vender apenas 200 peças em um mês, ela terá um baixo giro de estoque, o que pode indicar que ela precisa repensar sua estratégia de vendas e promoções.

Qual a vantagem de ter um giro de estoque alto?

Como falamos, ter um giro de estoque alto significa que a empresa está vendendo seus produtos com frequência e renovando constantemente seu estoque. Algumas das vantagens são:

Redução do custo de armazenagem

Como o estoque é renovado constantemente, a empresa não precisa armazenar grandes quantidades de produtos em seu estoque. Isso reduz os custos com armazenagem e conservação dos produtos.

Melhora no fluxo de caixa

Com um giro de estoque alto, a empresa consegue converter seus produtos em dinheiro mais rapidamente. Isso melhora o fluxo de caixa da empresa, permitindo que ela tenha mais capital de giro disponível para investir em outras áreas do negócio.

Redução do risco de obsolescência

Produtos que ficam muito tempo parados no estoque podem se tornar obsoletos ou perder valor. Com um giro de estoque alto, a empresa reduz o risco de ter produtos encalhados em seu estoque e, consequentemente, reduz o risco de perda de valor.

Maior satisfação dos clientes

Com um giro de estoque alto, a empresa consegue manter seu estoque sempre atualizado com os produtos mais recentes e com maior demanda. Isso melhora a satisfação dos clientes, que encontram na empresa produtos atualizados e de qualidade.

Como calcular o giro de estoque

Calcular o giro de estoque ajuda as empresas a determinar a eficácia de suas estratégias de vendas e gerenciamento de estoque. A fórmula para calcular o giro de estoque é simples:

Giro de estoque = Custo das mercadorias vendidas / Média do estoque

Aqui está uma explicação mais detalhada de cada um dos termos na fórmula:

  • Custo das mercadorias vendidas (CMV): refere-se ao custo total dos produtos vendidos durante um determinado período de tempo. Para calcular o CMV, você precisa saber o custo unitário de cada produto vendido e quantas unidades foram vendidas no período de tempo escolhido.
  • Média do estoque: é a média dos valores do estoque inicial e final de um determinado período. Por exemplo, se o estoque inicial era de R$ 10.000 e o estoque final era de R$ 5.000, a média do estoque seria R$ 7.500 ((R$ 10.000 + R$ 5.000) / 2).

É importante lembrar que a interpretação do giro de estoque deve levar em conta o setor em que a empresa atua e as características específicas do negócio.

Estratégias para aumentar o giro de estoque

O estoque é uma parte crucial de qualquer negócio, independentemente do tamanho ou setor em que se encontra. No entanto, gerenciar efetivamente o estoque pode ser um desafio, especialmente quando se trata de garantir um alto giro de estoque. 

Uma das melhores maneiras de aumentar o giro de estoque é otimizar sua gestão. Isso inclui avaliar regularmente seus níveis de estoque e estabelecer um sistema eficaz de controle de inventário. Algumas dicas para otimizar seu estoque incluem:

  1. Acompanhe os níveis de estoque – Mantenha um controle rígido de seus níveis de estoque para garantir que você tenha sempre a quantidade certa de produtos em mãos. Fazer um inventário físico com frequência é uma maneira de ter uma visão geral do que você tem disponível em estoque.
  1. Use um software de gerenciamento de estoque – Utilize softwares especializados para gerenciamento de estoque. Eles ajudam a ter um controle mais preciso do estoque e podem emitir alertas de reabastecimento para evitar estoque em excesso ou faltas de produtos.
  2. Classifique seus produtos – Classifique seus produtos por categoria, data de validade ou popularidade para facilitar a identificação de itens com baixo giro.

A identificação de produtos com baixo giro é fundamental para garantir que você esteja comprando os itens certos e evitando o excesso de estoque. Alguns sinais  como baixas vendas, tempo de estocagem e descontos excessivos  podem indicar um baixo giro de estoque e ser um sinal de alerta para novas criar novas estratégias e reverter o cenário. 

Ferramentas para auxiliar no giro de estoque

Para empresas que precisam gerenciar grandes quantidades de estoque, contar com ferramentas de gestão empresarial pode ser essencial para otimizar processos e garantir o controle adequado das mercadorias.

Nesse sentido, existem diversas opções de softwares, sistemas de automação e integração com fornecedores que podem ajudar a aprimorar o giro de estoque como o softwares de gestão de estoque.

Uma das ferramentas que permitem uma visão ampla e detalhada das mercadorias em estoque, desde a quantidade até a localização e datas de entrada e saída. Além disso, esses programas também permitem o controle de demanda, o registro de compras e vendas, a emissão de relatórios e gráficos, integrações com fornecedores entre outras funcionalidades.

Solução para o controle do seu estoque

É crucial que todas as áreas envolvidas, como gestão de frotas e gerenciamento de armazenamento, funcionem de maneira eficaz e estejam alinhadas, assim, é possível ter um melhor desempenho no gerenciamento do estoque. 

Com o sistema de gestão de estoque da GestãoClick, é possível automatizar as operações em tempo real, desde o fluxo de mercadorias, registro de  movimentações de entrada e saída que contribuem para o aumento da produtividade e reduzir os erros operacionais. 

Com a correta aplicação de estratégias e o uso de ferramentas adequadas, é possível otimizar o estoque e aumentar a lucratividade da empresa. Esperamos que este artigo tenha ajudado a esclarecer suas dúvidas sobre o tema. 

Dica bônus 

Quer manter seu estoque girando de forma eficiente? Invista em boas estruturas e práticas de armazenamento, além de:

  1. Analise o histórico de vendas: É importante avaliar o histórico de vendas dos seus produtos, para que você possa identificar quais itens estão saindo mais rapidamente e quais estão parados no estoque. Dessa forma, você pode ajustar a quantidade de cada item que você pede e minimizar o risco de excesso de estoque.
  1. Crie promoções: As promoções podem ajudar a impulsionar as vendas e a movimentação do estoque. Considere oferecer descontos em produtos que estão com baixa rotatividade ou em excesso no estoque ou datas sazonais. 
  1. Realize o monitoramento do estoque: mantenha um registro preciso do seu estoque, por meio de um software de gerenciamento de estoque, por exemplo. Dessa forma, você poderá identificar quando um produto estiver em baixa quantidade e precisa ser reposto.
  1. Faça a previsão da demanda: com base nas tendências de vendas e em outros dados relevantes, tente prever a demanda futura. Isso permitirá que você faça pedidos mais precisos e minimize o excesso de estoque.
  1. Utilize técnicas de armazenamento eficientes: fácil acesso aos produtos, e considere armazenar itens de alta rotatividade em áreas de fácil acesso.
  1. Estabeleça um sistema de rotação de estoque: permite que você mova produtos mais antigos para a frente das prateleiras, incentivando a venda desses itens e evitando o vencimento de produtos.
Avatar

gestao.click

Deixe seu comentário
Deixe uma Comentário

Fique por dentro também

Confira outros conteúdos que podem te ajudar a alcançar uma gestão eficiente, otimizar o seu tempo.

cupom gestaoclick - 9 anos
50% de desconto no plano anual,
+ adesão gratuita de várias integrações!
Garanta aqui

Venda mais com o GestãoClick

Explore todas as vantagens por 10 dias sem compromisso – Experimente agora!

GestãoClick
Logo