Revise suas estratégias para manter bons negócios

Ouça

O número de brasileiros que optam pela troca do trabalho em uma empresa para a montagem de um negócio próprio cresce consideravelmente no país. Desta forma é possível ressaltar que sem empreendedores não existirá desenvolvimento.

No entanto, vivemos atualmente momentos de muita movimentação e transformação em todos os segmentos da sociedade. A realidade econômico-financeira do país exige muita análise, cautela, objetividade e inteligência dos empresários e empregados, assim como dos empreendedores. A análise de indicadores governamentais aponta para a diminuição temporária da geração de empregos; queda na evolução da produção e nas vendas; reajuste nas tarifas de energia, combustíveis, moeda estrangeira, juros, etc.

Assim, é recomendável atenção a duas significativas premissas fundamentais para a gestão dos negócios:

1- Revisão das práticas e estratégias

2- Foco nas oportunidades

A primeira representa a obrigatória análise, reflexão e adoção de medidas que contribuam para o enfrentamento da situação atual, sem impactos nos custos e nos planejamentos estratégicos estabelecidos.

Um exemplo a ser citado é a contratação de novos empregados, que acarreta o aumento do custo da folha de pagamento e dos encargos sociais, que compreendem um conjunto de despesas mensais com taxas e impostos a serem obrigatoriamente recolhidos ao governo e também para a provisão contábil dos encargos trabalhistas, que envolvem o controle dos custos atinentes ao pagamento de benefícios legais, instituídos por lei e vigentes no país, como férias, FGTS, DSR – Descanso Semanal Remunerado e o 13º salário.

Outra análise necessária às operações desenvolvidas pelos empreendedores recai para a difícil tomada de decisão sobre eventuais demissões. A rescisão de um contrato de trabalho também requer uma prioritária avaliação econômico-financeira, pois são incluídos os custos da rescisão do vínculo empregatício, que englobam 40% do FGTS e demais verbas rescisórias.

Desta forma, todos os empreendedores que mantém empregados em seus negócios devem se preocupar com os valores inclusos nos encargos sociais e trabalhistas, para não incorrerem em problemas maiores posteriormente. A revisão de práticas e estratégias dos empreendedores merece ocupar um lugar de destaque durante o desenvolvimento de suas atividades e operações.

 planejamento-estrategico

Na segunda premissa, os empreendedores devem agir, rapidamente e eficazmente, para a busca de alternativas e novos caminhos para a inovação, criatividade e a introdução de novas estratégias para a operacionalização de suas atividades. Se os tempos são de crise, podem surgir oportunidades para a abertura de novas possibilidades de negócios, bem como para o crescimento e consolidação das operações de empreendedorismo.

Os empreendedores podem e devem refletir sobre suas atividades, trabalhando intensamente para o reforço de suas estratégias, como por exemplo: treinamento de seus empregados; melhoria das formas de atendimento ao cliente; novas formas de divulgação de seus produtos ou serviços; ampliação do número de clientes ou áreas de atuação; reestruturação dos padrões de preço e qualidade oferecidos; reflexão necessária e imediata para questões econômico-financeiras; avaliação de seus fornecedores; redução de despesas; objetividade em seus planos de negócio, etc.

Os tempos são difíceis para todos, mas os empreendedores que implementarem as necessárias revisões de suas práticas e estratégias e manterem o foco nas oportunidades é que poderão obter o sucesso em seus negócios.

Fonte: Du Paulino

Deixe seu comentário
      Escreva seu comentário e clique em enviar

      Clientes satisfeitos

      GestãoClick
      Logo
      Teste grátis o melhor sistema de controle, organização e agilidade para a gestão do seu negócio!
      Cadastre-se para explorar todas as funções do sistema.

      Já tem uma conta? Acessar o sistema

      Homem_Cadastr-se 1 (3)