3 dicas para você economizar na crise!

A instabilidade econômica levantou o sinal de alerta de muitas empresas. Para fugir do que parece ser uma fatalidade, grande parte delas já está se precavendo, usando de medidas de redução de custos a fim de desviar da crise e economizar. Para que você não tenha problemas elaboramos um texto específico para auxiliar você nesse processo de otimização de gastos.

3 dicas para redução de custos em meio a crise

 

1. Reveja quais são os custos da empresa

Você sabe dizer em que cada centavo é gasto no dia a dia da empresa? Tem uma planilha relacionando todos esses custos? Se sua resposta foi negativa para qualquer uma das indagações, pare tudo o que estiver fazendo e se dedique a isso! A primeira dica para quem quer reduzir custos dentro de um negócio parece bastante óbvia, porém muitos empresários a negligenciam!

Na ânsia da redução de custos, gestores acabam enxergando apenas grandes números, deixando os gastos menores passarem despercebidos. Despesas simples, como o cafezinho, também devem fazer parte dessa listagem por contribuem diretamente com os custos de manter as portas abertas!

Veja alguns outros custos que devem ser elencados e que muitos empresários esquecem:
– Energia elétrica;
– Telefone e internet;
– Fotocópias e impressões;
– Cafés, chás e bolachas; e
– Descartáveis.

Medidas simples podem levar a uma grande redução de custos mesmo em meio a gastos pequenos! A falta de conhecimento sobre quais custos podem ser diminuídos leva muitas empresas a reduzirem investimentos, algo que pode impactar diretamente na qualidade final do produto ou serviço prestado, outro equívoco que é extremamente prejudicial.

 

2. Motive toda a equipe a economizar

A economia da empresa não depende única e exclusivamente de você e de sua boa vontade. Mais do que sentar, elencar e produzir estratégias para economizar, é preciso atrelar o pensamento de toda a equipe a fim de que todos remem na mesma direção. Mostrar para os colaboradores o quanto se pode economizar com medidas simples e cabíveis é o primeiro passo efetivo para ver os números mudarem.

Um exemplo comum deste envolvimento está relacionado ao uso de descartáveis. Ao longo de uma jornada comum de 8 horas de trabalho, quantos copos de água são usados por um só colaborador? Multiplique esse uso por 20 dias de trabalho e depois pelo número total de funcionários. Uma soma e tanto, não é mesmo? Opte por implantar a cultura da caneca individual e veja um custo reduzido! A empresa alcançará resultados satisfatórios quando todos vestirem a mesma camisa!

 

3. Negocie melhores preços e prazos

Outro meio eficiente para ter uma verdadeira redução de custos é sabendo negociar. Em momentos de crise, essa necessidade é ainda maior, não a subjulgue! Lembre-se de um detalhe importante: A crise atinge a todos e o seu fornecedor precisa de você tanto quanto você precisa dele. Essa relação de parceria pode gerar novas oportunidades para ambos, num modelo ganha-ganha.

Negociar por melhores preços ou formas de pagamento são opções viáveis para que a empresa continue a girar! Prazos também são importantes, afinal, ninguém quer pagar multa ou juros de boleto de fornecedor, não é verdade? Além disso, você ainda pode negociar por pagamentos à vista com bons descontos!

Gostou das dicas dadas neste artigo? Conhece outras interessantes para reduzir os custos do negócio? Aproveite para compartilhar suas experiências deixando um comentário!
 

Deixe seu comentário
      Deixe uma Comentário

      Clientes satisfeitos

      GestãoClick
      Logo