Materiais ricos
Início » Blog » Empreendedorismo » Como Abrir um MEI: quem Pode e Passo a Passo

Como Abrir um MEI: quem Pode e Passo a Passo

Diante das significativas crises econômicas e do crescente desemprego no Brasil, observa-se uma crescente migração para o trabalho informal. Como alternativa para romper com essa informalidade, muitos empreendedores enxergam no MEI uma solução viável.

Por GestãoClick
Atualizado em
Como Abrir um MEI: quem Pode e Passo a Passo

Diante das significativas crises econômicas e do crescente desemprego no Brasil, observa-se uma crescente migração para o trabalho informal. Como alternativa para romper com essa informalidade, muitos empreendedores enxergam no MEI uma solução viável.

A abertura do CNPJ e a emissão de notas fiscais tornaram-se ferramentas cruciais para formalizar os negócios, impulsionando a economia individual dos empreendedores. Contudo, algumas dúvidas persistem quanto ao processo de abertura do MEI.

Neste artigo, exploraremos detalhadamente como iniciar um MEI, quem está apto a se tornar um microempreendedor individual, oferecendo dicas práticas e orientações para uma gestão eficiente. Acompanhe também um passo a passo completo para tornar sua empresa uma MEI, desmistificando o processo e incentivando a formalização empresarial.

Como abrir um MEI: documentos necessários

Primeiramente, o MEI (Microempreendedor Individual) detém um CNPJ, assim como qualquer outra empresa. Contudo, diferentemente de outras empresas, não há obrigatoriedade na emissão de notas fiscais; no entanto, essa opção está disponível para quem desejar utilizá-la.

O processo de abertura do MEI é realizado online, exigindo alguns documentos para a formalização do cadastro. Portanto, para efetuar a abertura do MEI, é necessário providenciar os seguintes documentos:

  • RG (documento de identidade);
  • Título de Eleitor;
  • Declaração do IRPF;
  • Dados de contato;
  • Endereço residencial atual.

Veja quais as vantagens de transformar sua empresa em MEI!

Informações importantes

Além dos documentos mencionados anteriormente, é crucial que o empreendedor forneça informações adicionais sobre seu negócio.

Antes de dar início ao processo, é fundamental realizar um planejamento abrangente, considerando o tipo de empresa a ser estabelecida, a quantidade de funcionários necessários, a escolha do local de trabalho, e outros aspectos essenciais para garantir uma abertura bem-sucedida.

Além disso, outras informações de como abrir um MEI também são necessárias, como:

Requisitos para abrir um MEI

Teoricamente, todo e qualquer brasileiro, em condição de pessoa física, pode abrir um MEI, desde que atenda a alguns requisitos básicos como:

  • Já não ser proprietário ou sócio de alguma outra empresa;
  • Não formar sociedade de qualquer tipo (MEI não pode ter sócio);
  • Ter no máximo um contratado;
  • Identificar corretamente o CNAE ou o ramo de atividade, e que seja permitido na condição do MEI;
  • Ter no máximo R$ 81 mil de faturamento por ano (cerca de R$6.750 ao mês);
  • Não ser um servidor público federal em atividade. Para servidores estaduais e municipais, é necessário acompanhar quais são os critérios da legislação local, podem haver variações nas regras e exigências.

Obrigações importantes

Uma vez realizado o cadastro como MEI, o microempreendedor deve cumprir algumas obrigações para manter sua regularidade e usufruir dos benefícios oferecidos. Aqui estão as principais:

Emissão e pagamento do boleto DAS

O MEI deve realizar o pagamento mensal do DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional), que engloba tributos como INSS, ICMS e ISS, se aplicável à sua atividade. O valor varia de acordo com o setor de atuação. Nesse sentido, o empreendedor pode gerar o boleto DAS diretamente no Portal do Empreendedor e efetuar o pagamento até o dia 20 de cada mês.

Entrega da Declaração Anual do Simples Nacional (DASN-SIMEI)

Anualmente, até o último dia de maio, é necessário fazer a Declaração Anual do Simples Nacional, informando o faturamento do ano anterior.

Manutenção das notas fiscais

Caso o MEI emita notas fiscais, é importante manter a organização e arquivar os documentos fiscais.

Manutenção do Livro de Caixa

Recomenda-se manter um controle financeiro básico, registrando as receitas e despesas do negócio.

Atualização constante de informações

É fundamental manter os dados cadastrais atualizados, como endereço, telefone e e-mail, para receber informações importantes da Receita Federal.

Cumprimento de outras obrigações específicas

Dependendo da atividade exercida, o MEI pode ter obrigações específicas relacionadas ao setor, como licenças e autorizações. Portanto, informe-se com relação aos deveres da sua área.

MEI 2024: saiba o que mudou

Desde janeiro de 2024, com o aumento do salário mínimo para R$ 1.412. Essa alteração impacta diretamente os impostos pagos à Receita Federal, especialmente na contribuição mensal do MEI.

Dessa forma, os novos valores, refletindo essa mudança, estarão presentes nos boletos a partir de 20 de fevereiro de 2024, referentes à competência de janeiro. A alteração decorre da atualização do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS-MEI), que passa a incorporar uma parcela vinculada à contribuição da Previdência Social (INSS), seguindo a variação anual do salário mínimo.

Para o MEI, cujas taxas e tributos permanecem constantes, desde que permaneçam dentro do teto anual de R$ 81 mil em receitas, as novas diretrizes são implementadas. No ano de 2024, o montante do DAS-MEI oscilará entre R$ 71,60 e R$ 76,60, variando conforme a natureza específica da atividade empreendedora, sendo distribuído conforme as categorias:

  • Comércio e Indústria (R$ 71,60)
  • Serviços (R$ 75,60)
  • Comércio e Serviços (R$ 76,60)

Contudo, ao iniciar o processo de abertura do CNPJ como MEI, não há incidência de custos. Portanto, é crucial estar alerta para evitar fraudes comuns, nas quais os oportunistas emitem boletos falsos, simulando entidades oficiais como a Junta Comercial e Prefeituras.

Caso haja solicitação de pagamento adicional, é essencial recusar. A única taxa obrigatória para o MEI é a mensalidade mencionada anteriormente. Manter-se alerta a práticas fraudulentas é essencial para garantir uma abertura de CNPJ segura, sem cobranças indevidas.

Como abrir um MEI de forma Online

Primeiramente, é importante destacar que todo o processo de abertura do MEI acontece de forma online. Ou seja, pela internet. Com todos os documentos necessários em mãos, crie o seu CNPJ MEI. Para isso, acesse o site do Portal do Empreendedor. 

Após fornecer todas as informações necessárias, o próprio portal conduzirá você pelas etapas finais do processo. Preste atenção ao nome da sua empresa, tanto no registro (Razão Social) quanto no nome fantasia.

Vale ressaltar que sua empresa pode ter mais de uma finalidade ou ocupação comercial, o que amplia as possibilidades de atuação. Portanto, explore essa flexibilidade para definir as atividades que melhor se alinham aos seus objetivos empresariais.

Abrir MEI de graça

Além disso, para abrir um MEI pela internet, não é necessário contar com um contador ou com algum outro profissional intermediário.

Por essa razão, é fundamental ficar atento a possíveis golpistas que podem tentar se aproveitar desse momento. O portal responsável por essa abertura é o Portal do Empreendedor.

Mais uma vez, é preciso reforçar que todo o processo de formalização é gratuito. A única despesa mensal será referente aos impostos, tais como INSS, ICMS, entre outros.

Passo a passo de como abrir um MEI

A seguir, confira o passo a passo de como abrir um MEI:

1. Criar uma conta no gov.br

Para começar, é necessário criar uma conta no gov.br. Para isso, acesse o site oficial do governo, clique na opção de criar conta e preencha as informações solicitadas, como nome, CPF, e-mail e senha.

Esse passo é fundamental, pois a conta no gov.br permitirá o acesso a diversos serviços online oferecidos pelo governo federal, incluindo processos relacionados ao MEI. Certifique-se de manter suas informações de login seguras para facilitar o uso contínuo dos serviços disponíveis.

2. Finalizar o cadastro no Portal do Empreendedor

A seguir, no Portal do Empreendedor, na seção de formalização para MEI, clique na opção “Quero ser”. Posteriormente, escolha entre as alternativas “Formalize-se” ou “Gov.br”.

Feito isso, você deve prosseguir preenchendo as informações necessárias para a formalização do MEI. Insira os dados solicitados de maneira correta e verifique se todas as informações estão precisas antes de prosseguir para garantir um processo de cadastro eficiente e sem contratempos.

3. Escolher nome fantasia e atividades

Chegou o momento de definir o nome fantasia e as atividades realizadas pela sua empresa. Essa etapa é muito importante, pois o nome fantasia é a face comercial da sua empresa, e as atividades definem a área em que ela atuará.

Por isso, dedique tempo para escolher um nome que seja atrativo e condizente com a proposta do seu empreendimento, garantindo uma identidade forte e memorável no mercado.

Além disso, você deve selecionar quais atividades realizará como MEI. Para evitar equívocos, confira a lista de atividades do MEI e confira se o seu negócio se enquadra em alguma delas.

4. Definir endereço

Chegou o momento de definir o endereço MEI. Esse endereço pode ser tanto o residencial, onde você exerce suas atividades, quanto o comercial, caso possua um local específico para o negócio. Essa escolha é importante, pois o endereço registrado será utilizado para correspondências oficiais e é parte fundamental das informações cadastradas no MEI.

Certifique-se de fornecer o endereço correto e atualizado para garantir a regularidade e comunicação eficiente relacionada ao seu empreendimento.

5. Emitir certificado MEI

Por fim, após completar todas as etapas do processo de formalização, você poderá emitir o Certificado de Condição de Microempreendedor Individual (CCMEI). Esse documento é essencial, pois atesta oficialmente que sua empresa está devidamente registrada como MEI.

Acesse o Portal do Empreendedor e, na área específica para MEI, busque a opção de emitir o certificado.

Certifique-se de guardar esse documento de forma segura, pois ele é uma comprovação importante da regularidade do seu empreendimento, podendo ser solicitado em diversas situações, como em parcerias comerciais ou em processos de licitação.

5 benefícios de abrir um MEI

Agora que você já sabe como abrir um MEI no Brasil, é hora de compreender melhor os benefícios dessa modalidade.

Aqui estão cinco vantagens significativas de optar por esse modelo de negócio:

1. Simplicidade e facilidade de abertura

O processo de abertura do MEI é notavelmente simples e pode ser realizado de forma online. Essa facilidade elimina grande parte da burocracia associada à criação de uma empresa, permitindo que empreendedores iniciem suas atividades de maneira ágil e descomplicada.

2. Isenção de alguns impostos federais

O MEI é beneficiado pela isenção de diversos impostos federais, como Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ), Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), PIS (Programa de Integração Social), COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social), entre outros. O que proporciona uma redução significativa na carga tributária.

3. Contribuição previdenciária reduzida

O microempreendedor paga uma contribuição previdenciária simplificada, que assegura a ele o acesso a benefícios previdenciários como aposentadoria por idade, auxílio-doença e salário-maternidade. Essa contribuição é calculada com base no salário mínimo, tornando-a acessível para micronegócios.

4. Emissão de notas fiscais e acesso a crédito

Ao se tornar MEI, o empreendedor pode emitir notas fiscais, o que favorece a formalização de suas transações comerciais. Além disso, a condição de MEI pode facilitar o acesso a serviços financeiros, como linhas de crédito especiais para pequenos negócios.

5. Simples Nacional

Um dos maiores benefícios do MEI é fazer parte do Simples Nacional, um regime tributário simplificado. Enquadrar-se nesse regime facilita o pagamento de impostos e contribuições, permitindo, assim, que o empreendedor se concentre mais em suas atividades comerciais do que em questões tributárias complexas.

Ainda ficou com alguma dúvida sobre como abrir um MEI? Deixe nos comentários a sua pergunta e acompanhe todos os conteúdos do GestãoClick Blog para ficar por dentro de todas as novidades e dicas importantes sobre o mundo dos negócios.

Avatar

gestao.click

6 Comentários
  1. Respostas Avatar
    Maria Patrícia Carvalho Braga 15 de janeiro de 2024 as 20:00

    Para obter uma conta MEI é preciso está sem dívidas ao Serasa?

    • Oi, Maria Patrícia. Tudo bem?

      Segundo informações do site do próprio Serasa, ter débitos no seu nome não é um impedimento para cadastrar-se como MEI.
      Contudo, orientamos que você pergunte a um contador de confiança se há algum tipo de restrição para o seu caso.
      Espero ter esclarecido a sua dúvida.

      Conta com a gente e fique de olho nos posts do Blog da GestãoClick! 🤝
      Um abraço!

  2. Respostas Avatar
    Maria Patrícia Carvalho Braga 15 de janeiro de 2024 as 20:00

    Para obter uma conta MEI é preciso está sem dívidas ao Serasa?

    • Oi, Maria Patrícia. Tudo bem?

      Segundo informações do site do próprio Serasa, ter débitos no seu nome não é um impedimento para cadastrar-se como MEI.
      Contudo, orientamos que você pergunte a um contador de confiança se há algum tipo de restrição para o seu caso.
      Espero ter esclarecido a sua dúvida.

      Conta com a gente e fique de olho nos posts do Blog da GestãoClick! 🤝
      Um abraço!

  3. Respostas Avatar
    Fernando Besler Monteiro 22 de janeiro de 2024 as 19:07

    Pode abrir MEI para empregada doméstica?

    • Oi, Fernando. Tudo bem?

      Empregada doméstica não pode ser MEI.
      Contudo, orientamos que você entre em contato com o seu contador para analisar as melhores possibilidades no seu caso.

      Conta com a gente e fique de olho nos posts do Blog da GestãoClick! 🤝
      Um abraço!

Deixe uma Comentário

Fique por dentro também

Confira outros conteúdos que podem te ajudar a alcançar uma gestão eficiente, otimizar o seu tempo.

Converse com um de nossos especialistas e garanta condições especiais!

Venda mais com o GestãoClick

Explore todas as vantagens por 10 dias sem compromisso – Experimente agora!

GestãoClick
Logo