Importância do Contador e da Contabilidade para Pequena Empresa


Qual a importância do Contador para sua empresa

Ser empreendedor hoje no Brasil não é uma das tarefas mais fáceis. Em tempos de crise, esta tarefa pode representar um verdadeiro desafio. É aqui que entra a importância do contador, principalmente para as pequenas empresas.

E porque pensar na contabilidade para pequena empresa como forma de amenizar os efeitos da crise? Para responder a esta pergunta, basta considerar todos os procedimentos burocráticos existentes hoje junto aos órgãos públicos e também a alta carga tributária praticada em nosso país.

Toda esta burocracia agravada ainda mais pela alta tributação fazem com que o pequeno empresário sinta o peso dos efeitos negativos desta pandemia para o seu negócio. 

Neste post, vamos mostrar esta importância do contador, como a contabilidade impacta o controle financeiro e também como ela pode ajudar o seu negócio a prosperar cada vez mais, mesmo em tempos de crise econômica. Confira!


Qual a Importância do Contador?


Teoricamente falando, a lei não obriga nenhuma empresa a ter um contador em seu quadro de colaboradores. Muitos empresários, erroneamente, entendem que o contador apenas será responsável pela parte burocrática e de prestação de contas e tributos junto ao governo.

No entanto, a atuação do contador vai bem mais além disso. Ele pode influenciar inclusive na tomada de decisão em diversos âmbitos da empresa, alertar sobre a saúde financeira e muitos outros segmentos onde a atuação do contador se faz necessária. Por isso a importância do Contador dentro de uma organização!

Seja um contador contratado ou um escritório de contabilidade, a contabilidade para a pequena empresa é fundamental para a manutenção do negócio, como forma de auxiliar no crescimento organizado da empresa e na redução dos riscos empresariais. 

Ainda tem dúvidas? Descubra aqui --> Sinais que a sua empresa precisa de um contador!


Contador para empresas

Confira alguns dos benefícios de se ter a presença atuante do contador para empresas:
 

• Abertura e regularização da empresa

Com um contador, toda esta parte burocrática de abertura e regularização da empresa é realizado de forma correta e precisa, além de definições importante que irão ditar o futuro do negócio, como o enquadramento como ME/EPP, etc., o enquadramento tributário, o tipo societário e outras tantas decisões inerentes.

Confira as diferenças das nomenclaturas: MEI, EI, ME, EPP, EIRELI, LTDA e S.A


• Impostos e o planejamento tributário da empresa

Ninguém quer nem precisa pagar impostos além dos devidos e é papel do contador apontar quais impostos que a pequena empresa precisará pagar, quando deverá pagá-los e auxiliar em todo o planejamento referente ao enquadramento correto da empresa, objetivando minimizar a carga tributária.

Aprenda a fazer a Declaração o IRPF sendo MEI!


Desempenho da empresa e saúde financeira

Este é um assunto de vital importância para qualquer empreendedor: saber a quantas anda a saúde financeira de sua empresa. Além de contar com recursos tecnológicos importantes para obter estas informações, como um sistema ERP GestãoClick confiável, por exemplo, o contador será o principal aconselhador na questão.

O contador auxiliará a gestão a analisar o desempenho da empresa através de relatórios contábeis pertinentes. Com dados confiáveis, o contador pode apontar com maior precisão os resultados financeiros do período de uma maneira muito mais assertiva, viabilizando tomadas de decisão.

Veja as vantagens em conectar o seu contador ao GestãoClick!
 

Contabilidade para Pequena Empresa: por que aderir?

A importância do contador para uma pequena empresa é sinalizada principalmente porque será este profissional que trabalhará com a parte financeira desta organização.

Assim, será ele quem irá coletar, analisar e avaliar a viabilidade de todos os dados obtidos do financeiro da empresa, considerando aqui inúmeros cenários diferentes.

E para que servem estas informações? Serão com elas que o gestor poderá realizar todo um planejamento do negócio, definir quais serão os próximos passos como investir ativos, por exemplo, ou mesmo cortar gastos e reduzir custos, conforme o caso.

O contador poderá ainda contribuir nesta decisão, ciente de todos os dados durante os períodos de existência da empresa, indicando possíveis pontos falhos, gastos desnecessários ou outros. E todo gestor sabe muito bem a importância do financeiro para qualquer empresa. Por isso, é importante aderir uma Contabilidade para Pequena Empresa, principalmente a que for de sua confiança.

 

Contador para pequenas empresas

É comum que nas pequenas empresas os próprios empresários assumam o papel de administradores financeiros e, por terem este papel, terão também que realizar várias análises financeiras para poder identificar o desempenho ou o próprio performance do seu negócio.

Sem o contador, esta tarefa torna-se indiscutivelmente mais difícil e suscetível a erros, tanto na coleta e organização dos dados financeiros, como na própria interpretação destes. 

Resumidamente, o contador para pequenas empresas terá por função primordial fornecer informações seguras para que o empreendedor efetive o seu poder de decisão na empresa, direcionando-a e focando no operacional da mesma.

Desta forma, mesmo em tempos de crise, o gestor poderá, com o auxílio do próprio contador que irá apresentar possíveis cenários futuros, planejar e entender melhor o que pode vir a acontecer, conseguindo driblar da melhor maneira possível os problemas econômicos e direcionar a empresa para um crescimento mais próspero.

 

Quanto cobra um Contador para Pequena Empresa?

Antes de responder quanto cobra um contador para pequena empresa, primeiro temos que entender que o gestor terá, basicamente, duas únicas possibilidades na escolha de um profissional: buscar no mercado um  contador para contratar ou, como alternativa, procurar por uma parceria com um escritório de contabilidade para pequena empresa.

O que deve ser determinante nesta decisão não é exatamente os valores/custos de um e de outro, pois o indicativo principal para a escolha será as necessidades da empresa e da própria complexidade de suas contas que precisarão de gestão.

Muitos empresários, principalmente gestores de empresas de pequeno porte, optam por terceirizar este serviço e isto é até compreensível, uma vez que para ter este profissional no seu quadro funcional, este mesmo empresário terá que se preocupar com toda a infraestrutura operacional para que este contador possa trabalhar.

Ao terceirizar a contabilidade, esta infraestrutura, teoricamente, já vem pronta, bastando repassar os dados pertinentes ao seu negócio. Em termos de valores, podemos citar alguns considerando uma prévia análise de mercado. 

No entanto, estes podem variar a maior ou a menor, dependendo de uma série de circunstâncias e serviços contratados. Confira:
 

• Atas de assembleias gerais: em torno de R$ 3.500,00;

• Publicações de Atas, arquivamentos na JC: em torno de R$ 500,00;

• Formulário do Ibama, quando necessário: em torno de R$ 164,00;

• IRPJ: variando entre R$ 50,00 a R$ 500,00;

• RAIS negativa: em torno de R$ 35,00;

• Mensalidades e Honorários referentes aos prestadores de serviço da empresa: variando entre R$ 300,00 a R$ 450,00/mês;

• Registro de Empresário: em torno de R$ 900,00;

• Registro de Sociedade Limitada: em torno de R$ 1.900,00;

• Registro de Sociedade por Ações: em torno de R$ 3.900,00.

 

Já conhece o poder da Contabilidade?  Se ainda não, te convido a experimentar a Integração Contábil GestãoClick! Uma ferramenta que conecta você ao seu contador.