Dia do empreendedor: saiba o que é e qual a sua importância


Dia do empreendedor
Empreender, na maioria dos casos, é sim um verdadeiro desafio e nada mais justo do que termos um dia especial, o dia do empreendedor, não só para comemorarmos, mas principalmente para lembrarmos e reconhecermos o importante papel desempenhado por estas empresas na economia nacional e internacional.

O próprio significado da palavra “empreender - decidir realizar (tarefa difícil e trabalhosa); tentar” já adianta o difícil caminho a ser traçado por donos de empresa.

No Brasil, conforme o Indicador da Serasa Experian de Nascimento de Novas Empresas, registrou-se 3,1 milhões de novos empreendimentos em 2019, que é o maior número desde o início desta série de indicadores. Do total, 80,7% são microempreendedores individuais (MEI’s), que chegaram a 2,5 milhões no período.

Segundo a o mesmo indicador, a alta no acumulado do ano foi de 23,1% com relação a 2018 e a variação neste comparativo entre dezembro de 2018 e 2019 foi de 19,6%.

Neste post, vamos explicar um pouco mais da arte desafiadora chamada empreendedorismo, falar sobre o dia do empreendedor e de sua importância para o desenvolvimento do país. Acompanhe.
 

Dia do empreendedor: Significado

Comemora-se o Dia do Empreendor todo dia 05 de outubro. A data é na verdade uma homenagem à criação do Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, instituído pela Lei nº 9.841/1999.

No Brasil, principalmente por conta de sucessivas crises econômicas que surgiram, dando mais relevância a da pandemia do Coronavírus, empreender se tornou uma alternativa quase que imediata ao desemprego.

Há de se considerar ainda que empreender sempre foi o sonho da maioria dos brasileiros, na tentativa não só de driblar crises, mas principalmente para fugir do desemprego ou mesmo buscando uma maior liberdade profissional e financeira, trabalhando sem a figura de um chefe, por exemplo.

Apesar de tudo isto, a missão de um empreendedor não é nada fácil e antes de pensar nos frutos do próprio empreendimento ele precisa mensurar muito bem os desafios que virão: concorrência, divulgação, precificação, estudo de mercado, fornecedores, equipamentos, funcionários e tantos outros.

E qual o verdadeiro significado desta data, desta comemoração do dia do empresário? Segundo reportagem presente no site do Sebrae, os pequenos negócios respondem por mais de um ¼ do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

Juntas, as cerca de 9 milhões de micro e pequenas empresas no País representam aproximadamente 27% do PIB, e este resultado, incrivelmente, vem crescendo nos últimos anos.

Em termos práticos, nossa economia é quase que sustentada por esses microempresários, por empreendedores que, corajosamente, decidiram enfrentar o desafio e seguir adiante, independentemente dos motivos que o levaram a empreender.

Muitos deles têm pequeníssima representatividade econômica na área em que atuam, mas juntos, possuem uma importância econômica que não pode de forma alguma ser desconsiderada. Como diz o velho ditado: um oceano é feito de pequenas gotinhas, que formam a imensidão do mar.

Assim sendo, nada mais justificável do que termos uma data específica para lembrarmos destes verdadeiros guerreiros da economia, que enfrentam estes desafios e que, apesar das “pedras” que podem surgir pelo caminho, continuam na luta.
 

Descubra mais aqui → Será que o empreendedorismo é realmente para você?

5 de Outubro: Dia do empreendedor

Como já comentamos, inclusive, diante das dificuldades encontradas no atual cenário econômico nacional, muitos brasileiros saíram em busca de novas oportunidades e é necessário sinalizar ainda que o setor de vendas diretas vem se destacando como uma das opções mais acessíveis para quem procura empreender.

Isto porque com um relativamente baixo ou praticamente nenhum investimento inicial, a venda direta consegue oferecer vários benefícios e segmentos diferentes, além da ampla flexibilidade de horários, ganhos conforme o trabalho realizado e total autonomia quanto ao desenvolvimento da própria carreira.

É possível inclusive trabalhar sem estoque algum, através de e-commerces com vendas sem estoque (dropshipping) ou ter seu produto amplamente divulgado em grandes lojas virtuais, através de redes de afiliados.

A ABEVD (Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas) vem atuando firmemente, principalmente neste período de pandemia, na promoção do empreendedorismo através das vendas diretas.

Mas não são apenas vendas no varejo que estão em alta. Isto porque o ramo de serviços em geral cresceu significativamente também, tendo uma representação grande no empreendedorismo.

Muitos destes serviços não requerem altos investimentos, tem uma forma bem ampla de lucratividade e são também amplamente buscados pela sociedade. Desta forma, une-se perfeitamente bem a demanda com a oferta.

Então, a melhor forma de representarmos bem o dia do empreendedor, é colocando suas principais características e desafios. Assim, um empreendedor:

• É sempre motivado pelo desejo de realizar e de realizar bem;
• Precisa ter e tem alta capacidade de análise;
• Sabe muito bem onde quer chegar;
• Confia em si mesmo e no seu trabalho;
• Não depende de outras pessoas para agir, mas precisa saber trabalhar em grupo, agir em conjunto dos demais;
• É firme, otimista, tenaz e resistente principalmente quando as dificuldades surgem;
• Precisa ser flexível sempre que for necessário;
• Precisa estar atento ao que acontece no país, economicamente falando, e com a sua concorrência direta;
• É corajoso;
• Precisa sempre se automotivar, mesmo nas adversidades;
• Aceita e aprende muito com seus próprios erros; é possível ainda aprender muito com os erros de seus concorrentes;
• Precisa se relacionar muito bem com as pessoas;
• É criativo, principalmente quando precisa solucionar problemas;
• Precisa ser capaz de delegar, para focar no gerenciamento.
 

Buscando inspiração para empreender

Sem medo de ser repetitivo, ser empresário, empreender de maneira geral é um desafio. Por isso, mesmo diante de situações adversas, sejam na economia ou não, tomar a decisão de empreender envolve uma certa análise, uma certa inspiração, ou pode sim dar errado.
Para que isto não aconteça, leve em consideração:

• O real motivo para este empreendimento. Isto precisa estar bem claro e será combustível para enfrentar adversidades e desânimos que possam surgir.
• Bons exemplos. Leia, se informe, conheça histórias de sucesso, de empreendedores que deram certo.
• Projeções realistas. Não adianta sonhar em ser um grande empresário de sucesso. Leve em consideração que muitos dos grandes empresários tiveram também que pisar no primeiro degrau da escada.
• Empreender é quase sempre uma montanha russa. Assim, não se desespere, não perca o foco e muito menos se desanime. Se precisar, busque orientações no Sebrae ou outros órgãos relacionados.

Aproveite para desvendar e evitar → Os 12 Erros Graves que empresários iniciantes cometem!