3 maneiras de relacionar seu ERP com uma estratégia de Marketing Digital


relacionar seu ERP com uma estratégia de Marketing Digital

É bastante comum quando falamos sobre ERPs que as pessoas pensem em utilizá-lo apenas para melhorar a gestão financeira de uma empresa. No entanto, o setor de finanças é apenas um dos muitos que podem ser beneficiados com o uso desse tipo de software.

Áreas diversas da empresa, como o controle de estoque, as linhas de produção, o setor de compras, o setor de vendas, os recursos humanos e até mesmo os departamentos de comunicação e marketing digital podem se beneficiar com os ERPs.

Cada vez mais populares em empresas de segmentos diversos, esse tipo de programa poderá surpreender os responsáveis pelo marketing da organização, que passarão a ver nele uma excelente ferramenta, tanto para o planejamento quanto para a execução de atividades de comunicação.

Tais sistemas podem ser úteis para aprimorar o relacionamento com os clientes e leads da empresa, gerar mais vendas e até mesmo proporcionar mais insights para relatórios. É sobre essas temáticas que falaremos nos tópicos a seguir.


1. Aprimore o relacionamento com clientes e Leads


Com um sistema ERP online, as empresas podem ter organizadas todas as informações que dizem respeito aos seus clientes, o que facilita a comunicação e também as estratégias de marketing que precisam ser realizadas.

Em ações de Marketing Digital, como o envio de newsletter, por exemplo, é muito importante que a base de emails seja segmentada, pois a mesma oferta ou conteúdo que é enviado para uma persona pode não ser útil para a outra.

Assim, é possível que o estrategista de marketing faça, por meio do ERP, uma segmentação da base de emails da empresa em categorias como sexo, idade, localização geográfica, profissão, grau de escolaridade, gostos pessoais etc.

Como a prática de relações públicas digitais também está muito relacionada ao uso das ferramentas de email marketing, outra boa prática que pode ser adotada com o auxílio de um ERP é sempre lembrar de datas importantes como o aniversário dos clientes ou dias em que se celebram a sua profissão ou formação.

Desse modo, é possível enviar mensagens especiais nessas datas, de modo que a marca seja sempre lembrada. Da mesma forma, oferecer descontos em dias como esses pode ser uma boa estratégia para gerar vendas e conquistar leads.

 

2. Gere mais vendas para sua empresa


O uso de um ERP pode ser muito útil para que novas vendas sejam geradas em uma empresa. Isso se justifica pelo fato de os vendedores poderem acompanhar em tempo real as propostas e orçamentos que não foram respondidos por possíveis clientes, por exemplo.

Além disso, é possível acompanhar e avaliar o histórico de cada lead, compartilhando essas informações com os times de marketing e vendas e com a gestão. Assim, será possível fazer novos contatos com as pessoas que não responderam a primeira abordagem e gerar mais vendas.

Outra ação interessante é poder observar o controle de estoque da empresa e criar promoções a partir dessas informações. Se você tiver um ecommerce, por exemplo, e verificar que alguns itens têm muita saída, mas que outros ficam muito tempo parados no estoque, pode fazer uma promoção para queimar esses produtos e assim fazer o giro do caixa.

Ainda em relação ao estoque, é importante que a análise dos dados disponibilizados pelos ERPs nesse quesito sejam verificados para que os produtos que não estejam disponíveis no estoque sejam imediatamente retirados do site.

Afinal, vender algo que você não pode entregar é ilegal e pode até mesmo causar problemas jurídicos para a sua empresa.

 

3. Tenha mais insights para relatórios


Quem trabalha com marketing sabe da importância do acompanhamento de relatórios completos, com muitas métricas que podem servir para orientar na estruturação ou melhoria de estratégias.

Os ERPs podem auxiliar nesse sentido, uma vez que registram praticamente qualquer movimentação que ocorre na empresa. Informações como valores gastos nas mais diversas áreas, contas a receber e a serem pagas, mercadorias que estão disponíveis ou em falta no estoque, fluxo de caixa, interatividade de clientes e leads com a marca, entre outros dados podem ser obtidos nesse tipo de sistema.

Assim, o responsável pelo marketing pode mensurar ações, controlar resultados e ter mais precisão ao fazer cálculos como o do Retorno sobre o Investimento – ROI.

Embora existam muitas métricas e relatórios que podem ser acompanhados, ao ter um ERP você poderá ter insights e decidir acompanhar outros dados que são menos comuns, mas que podem ser importantes para o bom andamento do marketing do seu negócio.

Todos esses dados também podem ser muito úteis para que investimentos e ações sejam justificados para a direção da empresa, uma vez que muitas empresários só liberam verbas para o marketing e para a comunicação quando as propostas do setor são muito bem fundamentadas e com indicadores completos.

Associar um ERP com as ações de marketing digital pode ser uma das melhores práticas que já fez no seu negócio, pois você terá as decisões tomadas com muito mais embasamento, o que resultará em resultados mais positivos para a sua empresa.

Vale ressaltar, portanto, que esse investimento não se trata apenas de fazer uma boa publicidade, mas sim de alinhar todas as áreas da empresa com o setor de comunicação.

As organizações devem ser vistas como uma máquina, em que cada peça tem um valor fundamental para o seu pleno funcionamento, permitindo que as metas sejam alcançadas. Dentro desse contexto, o ERP poderá ajudar muito a sua empresa a cumprir aquilo que ela necessita.

Autor: 

Flaubi Farias, 

Content Marketer da Resultados Digitais