Mesmo vencido, boleto acima de R$ 400,00 pode ser pago em qualquer banco

O novo sistema que está obrigando, de modo gradativo, as empresas a emitirem apenas boletos bancários registrados mostra vantagens tanto para os consumidores quanto para os próprios empresários. No dia 26 de maio de 2018, iniciou mais uma fase da sua implantação.

Para saber mais sobre esse assunto, continue lendo este artigo e as informações dos tópicos a seguir:

  • Como está a implantação do boleto registrado
  • Como funciona o boleto registrado
  • Cronograma da implantação do novo sistema

Como está a implantação do boleto registrado

A partir de 26 de maio de 2018, boletos com valor igual ou superior a R$ 400,00 devem ser registrados. Dessa forma, eles podem ser pagos em qualquer banco, mesmo depois que tenha passado a data de vencimento.

A implantação dos boletos registrados é uma medida da Febraban – Federação Brasileira de Bancos. E a novidade tem o objetivo de centralizar em uma única plataforma os dados presentes em todos os boletos bancários emitidos.

Isso é possível porque através do novo sistema, a empresa que emite o boleto registra na plataforma as informações do mesmo. Entre elas, CPF ou CNPJ do vendedor e do comprador, bem como a sua data de vencimento e o valor do documento.

Vale lembrar que os boletos bancários sem registro, os mais comuns até a iniciativa dos bancos de unificação dos dados, não contava com nenhuma dessas exigências. Além de limitar as possibilidades de pagamento dos consumidores, dava espaço para diferentes tipos de fraudes. 

Saiba qual a diferença entre boleto simples e boleto registrado.

 

Como funciona o boleto registrado

Além de mais segurança, o novo sistema torna mais simples o pagamento dos boletos para os consumidores. Isso acontece porque com o sistema centralizado é possível que qualquer banco cobre as multas e encargos referente ao pagamento atrasado.

Isso normalmente podia ser feito apenas pelo banco da empresa que emitia o boleto. Até setembro de 2018, de acordo com o cronograma, é que todos os boletos bancários sejam registrados e garantam essas e outras vantagens a quem utiliza o método de pagamento.

E para não haver erro, quem tiver um boleto acima de R$ 400,00 para pagar nos próximos meses pode consultar a empresa, que o emitiu, para verificar se ele já está cadastrado na nova plataforma. Afinal, boletos registrados e não registrados visualmente são iguais.

Caso o boleto não seja registrado e tenha passado a data de vencimento, o melhor é contatar diretamente a empresa para quitar a dívida.

 

Cronograma da implantação do novo sistema

O dia 26 de maio de 2018 marcou o começo da quinta etapa de implantação do sistema de boleto registrado. Já no dia 21 de julho, está previsto o início da última fase, quando se pretende garantir que todos os bancos possam receber boletos vencidos de quaisquer valores.

Desde que foi iniciada a implantação da nova plataforma, boletos vencidos de novos valores puderam ser pagos com essa facilidade aos poucos. Nas primeiras etapas, eram valores maiores de boletos que eram aceitos e que deviam ser registrados.

Ao final do procedimento, então, a ideia é que mesmo boletos de valores baixos devam ser registrados e, por consequência, possam ser pagos em todos os bancos que integram a Febraban. Com o GestãoClick é possível emitir boleto dos principais bancos do país!

Acesse aqui → a mais completa e atualizada Lista de Número de Bancos.  

Deixe seu comentário
      Escreva seu comentário e clique em enviar

      Clientes satisfeitos

      GestãoClick
      Logo
      Teste grátis o melhor sistema de controle, organização e agilidade para a gestão do seu negócio!
      Cadastre-se para explorar todas as funções do sistema.

      Já tem uma conta? Acessar o sistema

      Homem_Cadastr-se 1 (3)