Primeiros passos para abrir uma empresa


Primeiros passos para abrir uma empresa
Tornar-se um empreendedor é a aposta de muitas pessoas que desejam ter o seu próprio negócio. No entanto, por mais que, hoje em dia, seja preciso muita criatividade e boas ideias para burlar a crise financeira e ter sucesso com o seu empreendimento, é necessário também seguir algumas regras básicas. Listamos abaixo alguns passos para abrir uma empresa. 

Entre elas, escolher um produto com boas chances de venda e conhecer os consumidores em potencial para o produto escolhido, ou seja, o público alvo. Com essas informações em mãos, é possível criar uma estratégia de negócio para a sua empresa.

E para ter um empreendimento legítimo é preciso se legalizar. ( Você pode saber mais sobre os impostos e tribuções no link.)

Para não esquecer nenhum detalhe que, aliás, são muitos, é necessário saber quais são os primeiros passos para abrir uma empresa. Quem decide por ser MEI – microempreendedor individual encontra muitas facilidades nesse procedimento, já quem não pode se enquadrar nessa categoria deve, obrigatoriamente, contratar um contador para a parte burocrática.

De qualquer forma, é importante estar a par de todos os trâmites necessários, até porque alguns deles são definidos por você mesmo. Nesse sentido, um dos primeiros aspectos é determinar o tipo societário da sua empresa, ou seja, se você terá ou não sócios.
 

Empresa com ou sem sócio?
 

Quando a decisão é por ter um negócio sozinho, você pode optar por ser um empresário individual ou ter uma Eireli - Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. Já quando a ideia é ter sócios, então, o seu negócio se torna uma Sociedade Limitada, para a qual é preciso ter a menos um sócio.
 

primeiros-passos-para-abrir-uma-empresa

 

Já a diferença entre as modalidades que não existem sócios é que optando pelo Eireliexiste a separação jurídica entre os seus bens pessoais e os seus negócios.

Isso quer dizer que se houver algum problema, quando se tem uma Eireli, a empresa não responde como pessoa física. O mesmo acontece com a Sociedade Limitada.

Porém, não depende só da vontade do empreendedor. Para ter uma Eireli é necessário que o seu capital social seja cem vezes o salário mínimo.

Para chegar a esse valor, é possível somar os ativos disponíveis, a exemplo de imóveis, veículos e computadores. Já as demais modalidades não exige capital mínimo.

 

Como definir o porte da empresa?
 

O segundo passo burocrático consiste em definir o porte da sua empresa, sendo que existem outras três modalidades, que estão associadas ao faturamento da empresa:
 

  • MEI - Microempresário Individual: essa modalidade está disponível apenas para os empresários individuais, sendo que o faturamento anual da empresa não pode ultrapassar os R$ 60 mil.

  • ME - Micro empresa:todos os tipos societários podem optar pelo ME, desde que o faturamento seja de até R$ 360 mil.

  • EPP- Empresa de Pequeno Porte: aqui também todos os tipos societários se encaixam, sendo que o faturamento deve ficar entre R$ 360 mil e R$ 3,6 milhões.

    Conheça outras modalidades neste artigo diferenças entre MEI,EI,ME,EPP,EIRELI,LTDA!

Conforme cada porte a empresa também vai ter impostos diferenciados. E quem optar pelo MEI pode fazer direto no site Portal do Empreendedor o seu cadastro, assim, recebe um CNPJ e se legaliza, podendo já iniciar a sua atividade.

Nos demais casos é preciso contratar um contador, sendo recomendado buscar os sindicados ou associações da região onde você reside para encontrar profissionais legalizados e capacitados.

 

Trâmites legais na prefeitura
 

A próxima etapa no processo de abrir uma empresa é ir à prefeitura da sua cidade, para se certificar que a atividade comercial da sua empresa pode ser exercida no endereço onde você pretende instalá-la.

Em alguns locais, isso pode ser feito pela internet. Se a resposta a sua solicitação for positiva, o órgão emite uma certidão para uso do solo.

Assim, além de já saber onde se instalar é preciso estar com o IPTU – Imposto Predial e Territorial Urbano em dia e em mãos.

Nessa mesma etapa é preciso agilizar mais algumas autorizações, as quais dependem do seu ramo de atuação, por isso também da importância de um contador, que deve saber do que mais ir atrás.

É o caso de autorizações do Corpo de Bombeiros para ter botijões de gás em estabelecimentos como restaurantes e bares, bem como certidões da vigilância sanitária.

De acordo com o seu ramo pode ser necessária ainda uma vistoria para avaliar os níveis de ruído da sua empresa.

 

Faça uma boa gestão

 

Independente das escolhas que você fizer para o seu negócio, desde cedo é importante pensar em como você vai gerenciá-lo com sucesso. O software de gestão empresarial da GestãoClick é um sistema eficiente para empresas de todos os ramos e portes. Com ele, é possível dar dinamismo à rotina, com muita segurança e praticidade.

O ERP online é usado para organizar os dados de seus clientes, qualificar o fluxo de informações na empresa e integrar processos, o que contribui decisivamente para a produtividade. Para isso, oferece controle de estoque, controle financeiro, controle de vendas, emissão de notas fiscais eletrônicas, orçamentos, ordem de serviço e muito mais! Tais funcionalidades vão permitir que você tenha conhecimento e tempo para tomar as decisões corretas dentro do seu negócio. 

Agora que você já sabe o necessário para abrir uma empresa, o práximo passo é escolher o melhor software de gestão de empresarial .



 
 

Esse texto foi útil para você? Deixe um comentário!