Como abrir uma empresa de prestação de serviços

Empresa prestadora de serviços são uma das mais importantes no país. Afinal, de acordo com levantamentos do IBGE, é o que mais possui empresas registradas no Brasil. Essa importância para a economia brasileira não é de hoje, refletindo o que acontece há décadas.

Porém, nos últimos anos, o segmento ganhou dinamismo, atraindo um grande número de novos empreendedores. Isso porque o setor de serviços é amplo e uma imensa variedade de profissões e atividades podem fazer parte dele.

E se você também quer investir nesse segmento, descubra como abrir uma empresa prestadora de serviços. Para tanto, continue lendo este artigo e confira as informações dos seguintes tópicos:

  1. Defina o melhor nome
  2. Escolha a estrutura jurídica
  3. Elabore o contrato social
  4. Opte por um regime tributário
  5. Faça o registro na junta comercial
  6. Obtenha o CNPJ
  7. Consiga o alvará de funcionamento
  8. Desenvolva o plano de negócios
  9. Vantagens da terceirização

1. Defina o melhor nome

Profissionais técnicos de diferentes áreas e que exercem profissões regulamentadas podem abrir uma empresa de prestação de serviços. Até mesmo quem não presta serviços pode fazê-lo, desde que possua uma equipe para realizar o serviço.

Os prestadores de serviço autônomos também podem abrir empresa para se formalizarem. Mas, independentemente do caso, entre os primeiros passos para abrir uma empresa, está a definição do nome do seu negócio.

Mesmo que você já saiba que nome deseja dar a sua empresa, é preciso pesquisar se não existe outra com o mesmo nome. Isso pode ser feito na Junta Comercial do seu estado.

2. Escolha a estrutura jurídica

O segundo passo é determinar a estrutura jurídica mais adequada para o seu negócio. Existe o microempreendedor individual, o MEI, um tipo de formalização bastante simples, indicado para quem trabalha sozinho ou tem apenas um funcionário.

Além disso, é preciso certificar-se que a sua atividade se enquadra nessa modalidade. Mas se você pretende ter uma equipe de funcionários, há as modalidades Empresário Individual, Sociedade Simples Limitada, Sociedade Empresária Limitada ou Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. A diferença básica é se você vai ter sócios ou não e se o seu patrimônio individual vai estar ou não atrelado ao seu patrimônio empresarial.

Confira aqui → Como funciona o Portal do Empreendedor.

Por falar nisso, tudo o que o empresário iniciante deseja é economizar para investir no nicho certo e obter sucesso no investimento. Uma ideia é economizar na aquisição de uma ferramenta que vai te ajudar a controlar os principais setores de sua empresa.

3. Elabore o contrato social

Quando você tem sócios na sua empresa de prestação de serviços é necessário elaborar o contrato social. O melhor é que um advogado faça esse documento, a fim de seguir todas as regras exigidas por lei.

Basicamente, ele deve informar de que forma cada sócio está contribuindo para o negócio e quais são as responsabilidades de cada um na empresa. Também é preciso prever como será a divisão da empresa no futuro, caso a sociedade seja desfeita.

O contrato social deve ser registrado nos órgãos competentes é conter todas as informações a respeito da empresa, como nome e data de criação.

4. Opte por um regime tributário

Mais um passo importante de como abrir uma empresa de prestação de serviços é escolher o seu regime tributário. Isso depende do quanto é a previsão de faturamento anual. Até R$ 81 mil, existe a opção de ser MEI, mais do que isso pode ser micro ou pequena empresa.

Assim, pode-se optar pelo Simples Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido, sendo que em muitas situações, o primeiro é o mais vantajoso. No entanto, é importante ter um contador ao seu lado para avaliar melhor essa e demais decisões da abertura da empresa.

Listamos aqui tudo o que você precisa saber sobre → Lucro Real e Presumido  além do Simples Nacional e MEI.

5. Faça o registro na junta comercial

Depois de definir as características da sua empresa, chega a hora de legalizá-la. Para tanto, é preciso registrá-la na Junta Comercial da sua cidade ou no Cartório de Registro de Pessoa Jurídica.

Quando o registro é feito, o seu negócio passa a existir de maneira oficial. Já para fazer o registro é necessário entregar os documentos dos sócios, quando for o caso, e preencher diversos formulários.

Com o registro concluído, você recebe o Número de Identificação do Registro de Empresa, com o qual é possível passar para a próxima etapa, a obtenção do Cadastro Nacional de Pessoas Jurídica, o CNPJ.

6. Obtenha o CNPJ

Para conseguir o CNPJ é preciso acessar o site da Receita Federal, sendo que todo o procedimento pode ser realizado online. Nesse momento, é preciso definir e informar a atividade exercida pela empresa.

Ainda não tem CNPJ? Listamos aqui → Passos simples para Tirar CNPJ

7. Consiga o alvará de funcionamento

O alvará é a última etapa burocrática de como abrir uma empresa de prestação de serviços, sendo que para obtê-lo é preciso estar com o registro e mãos, bem como o CNP e o contrato social e se encaminhar à prefeitura.

Lá, um novo formulário deve ser preenchido, sendo que, dependendo do caso, pode ser preciso apresentar ainda o laudo dos órgãos de vistoria. Com esse passo, você consegue a inscrição municipal e a sua empresa está pronta para funcionar.

8. Desenvolva o plano de negócios

O plano de negócios é essencial para quem abre uma empresa, pois nele deve constar todos os passos seguintes que a sua empresa deve seguir para abrir as portas. Assim, é necessário definir o público alvo, equipe de colaborador e planejamento financeiro.

No plano de negócios é preciso constar ainda a estratégia de marketing, não só em relação à publicidade, mas em quais canais o seu serviço vai ser oferecido, se pela internet também, por meio de parcerias, etc. Outro ponto importante é o levantamento dos fornecedores.

Que aprofundar no assunto? Listei aqui → Itens essenciais para iniciar seu plano de contas 

9. Vantagens da terceirização

Um segmento de mercado bastante estratégico em algumas áreas é a terceirização. Isso acontece porque muitas empresas buscam a terceirização de parte do seu serviço, dessa forma, é possível garantir uma clientela fiel.

No entanto, como, nos últimos tempos, houve algumas mudanças em relação à lei da terceirização, é importante estar bem informado. Da mesma forma, é recomendado que você avalie bem se o tipo de serviço combina com a terceirização.


Sistema ERP Online

1 Comentário
  1. Muito boa a explicação.

    Deixe uma Comentário

    GestãoClick
    Logo